Em 2016, município registrou 97 ocorrências por ameaça contra mulher e 10 casos de estupro

    (Foto: Divulgação)

    A Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado divulgou os dados referentes a registros de violência contra mulher. Os dados disponibilizados são classificados em tipos de crime (ameaça, lesão corporal consumada, estupro e feminicídio). Foram registrados, em 2016, 97 casos de ameaça, enquanto lesão corporal foram 68 registros.

    Os dados tabulados pela Secretaria informam o histórico dos últimos quatro anos em cada cidade gaúcha. Dom Pedrito, apenas casos de ameaça, em 2012, foram 131 registros; 2013, 129; 2014, 94 registros; 2015, 105 e 2016, 97. O total no período foi de 556 casos de ameaça. Lesão corporal, que é quando há violência física, foram registrados 385 casos (por ano, 2012: 80; 2013: 75; 2014: 79; 2015: 83 e; 2016: 68).

    Crimes mais graves

    Nos quatro anos em que os dados foram registrados, foram 37 casos de estupro. Ano passado foram 10 ocorrências, em 2012 foram 7; 2013, 8; 2014, 7; 2015, 5. Feminicídios (assassinato de mulheres) foram contabilizados três: em 2012, 2015 e 2016, um caso em cada ano.

    Durante audiência pública realizada nesta quarta-feira (5), que debateu a segurança pública, o promotor de Justiça Francisco Saldanha Lauenstein mencionou que seria de suma importância existir uma delegacia especializada em atender casos de violência contra mulher no município.