UTI da Santa Casa é oficialmente entregue à comunidade de Dom Pedrito

A nova instalação da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), doada pelo Engenho Coradini e inaugurada na noite desta sexta-feira (31), com a presença de autoridades Municipais, Estaduais e Federais, abre novas perspectivas para a saúde no município. Com uma estrutura completa, digna de grandes centros, a luta, agora, é pelo equipamento.

A cerimônia protocolar foi realizada no salão de atos da Santa Casa de caridade, que ficou pequeno diante do público que compareceu para prestigiar este momento memorável. Antes dos pronunciamentos, um vídeo, com o histórico do Engenho Coradini e a formatação, com os estágios da construção, da UTI foi mostrado ao grande público.

O primeiro a realizar pronunciamento foi o provedor da Santa Casa, Luiz Carlos Moraes Costa, que relatou os diversos momentos em que o projeto foi sendo formatado. “Em 2008, quando assumi a Santa Casa, sabia das dificuldades, mas nunca imaginei que o esforço seria tão recompensado. Tinha grandes planos e muitas responsabilidades, mas havia o maior de todos, uma UTI, pois passamos a viver uma outra realidade, o da luta pela vida, onde um equipamento pode fazer a diferente na luta entre a vida e a morte. Recordando, em maio de 2015, uma tarde, quando observava a planta da antiga UTI, quando pensava em ampliá-la para sete leitos, olhando a planta, quando me deparo com o senhor Waldomir Coradini. Disse a ele que estava olhando a planta, e ele me perguntou: ‘Mas não tem outra planta?’ Sim, respondi, mas esta é um sonho, não é nossa realidade. Senhores, poucos dias após, ele me convidou para comparecer no seu escritório, para me comunicar que a família havia decidido abraçar esta obra para a comunidade”, disse o provedor.

Moraes também salientou que a unidade foi construída seguindo rígidos padrões de segurança e considerando todas as exigências dos órgãos responsáveis. “A UTI da Santa Casa está aí, agora precisamos fazê-la caminhar”.

O prefeito Mário Augusto salientou a importância da iniciativa privada, que, além de gerar empregos, também responde de forma positiva onde o poder público, por vezes, deixa a desejar. “Faço, hoje, gestão pública. Cada dia mais, tenho a certeza que precisamos fazer gestão e entender de números, precisamos profissionalizar a coisa pública. Sei que é preciso entender e fazer gestão com pulso firme, para depois, para se falar e se fazer com o coração, precisa-se agir e falar com números e profissionalismo. Este é o exemplo de uma empresa construída por pessoas que superam a ausência do Estado. Vivemos uma grande crise. Se hoje a família Coradini constrói o sonho de uma UTI, precisamos reconhecer que falta gestão do Estado”, disse o prefeito.

Um dos balizadores do sonho da UTI, Waldomir Coradini, agradeceu, em nome da empresa e colaboradores que ajudaram a erguer a obra. A empresa de João Carlos Machado da Luz e demais que auxiliaram a tirar o projeto do papel. “Tem uma pergunta que ouço, por que, do patrocínio, para esta obra. Era mais do que necessária, um clamor da população, ouvia-se a todo momento um reclamo pela falta desta estrutura. Havia uma polêmica, não havia UTI porque não tinha médicos; não tinha médicos pela falta da UTI. Quando celebramos, em 2015, 60 anos de atividades e 45 anos de que nossa família foi acolhida em Dom Pedrito, em vez de promover festividades, resolvemos, mais uma vez, evocar a responsabilidade social da empresa, promover o crescimento através do trabalho e compartilhar resultados pelo mérito é princípio da empresa. Foi este o propósito, compartilhar resultados do trabalho com a comunidade, de realizar uma obra que fosse útil e benéfica a todos”, ressaltou.

Waldomir também enfatizou que a obra é de caráter humanitário, destinada a salvar vidas. “Neste ato, entregamos, ao Conselho desta casa, ao senhor provedor, mas com porta aberta para receber os equipamentos complementares. Temos a presença de várias autoridades parlamentares que estão incumbidas de complementar esta parte”, cobrou.

Após os pronunciamentos, foi assinado o termo oficial de entrega, pelo prefeito Mário Augusto, provedor Moraes e os irmãos Waldomir, João, Moarcir e Vandi Coradini.

A cerimônia teve prosseguimento na estrutura na nova UTI, onde o padre Alex Kloppemburg abençoou as instalações. Após, o descerramento da placa de inauguração, eternizando o momento histórico para a comunidade pedritense.

Fizeram-se presentes os deputados federais Jerônimo Goergen, Afonso Hamm e Luiz Carlos Heinze, além do deputado estadual Luis Augusto Lara e o diretor da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (CESA), Lúcio do Prado. Também, o secretário de Saúde de Dom Pedrito, Ari Neto, secretário de Governo, Marco Antônio Rodrigues e representantes de entidades e instituições pedritenses.