Nova ambulância do Samu gera polêmica em Dom Pedrito

(Foto: Assessoria de Comunicação - Prefeitura)

O prefeito Mário Augusto de Freire Gonçalves, acompanhado de socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do vice-prefeito Alberto Rodrigues, do vereador Ricardo Schluter (PMDB) e do presidente do PMDB do município, José Edson Mambrum, participaram na manhã de segunda-feira (9), da cerimônia de entrega de ambulâncias para renovação da frota do Samu. O presidente Michel Temer realizou a entrega para 61 municípios, como já reportado na sexta-feira (6).

Até aí, tudo normal. A nova ambulância está compondo a frota do Samu, Mário Augusto, como novo prefeito, cumpriu sua obrigação e fez a retirada do veículo. Entretanto, isso gerou um burburinho sobre os “méritos” da vinda da ambulância para o município.

A ex-secretária de Saúde, Ivanúcia Maciel Severo, entrou em contato com a reportagem do Jornal Ponche Verde destacando que a ambulância foi um pedido realizado dentro da gestão passada. Nenhuma surpresa na afirmação, pois o secretário da Saúde do Estado, João Gabbardo dos Reis, afirmou que as prefeituras beneficiadas com os veículos haviam feito o pedido em março de 2015.

“A ambulância que Mário Augusto retirou em Porto Alegre havia sido pedida por nós. E antes de entregarmos a secretaria, já tínhamos solicitado a confirmação da 7ª Coordenadoria Regional de Saúde”, explica.

Ela relata que a Coordenadoria entrou em contato com a Secretaria de Saúde do município, através de e-mail, questionando sobre o que o município precisava para a base do Samu. “Fizemos uma lista. Precisávamos de uma adequação para a base, mas com adequações para a base não seriamos contemplados. Aí perguntaram se queríamos uma ambulância para renovação da frota”, conta a ex-secretária. Ela também enfatiza que participou de uma reunião na 7ª Coordenadoria para acertar os detalhes da vinda do veículo.

A reportagem da Qwerty Portal de Notícias entrou em contato com a secretária de saúde anterior, Caroline Gonçalves, que esclareceu que a ambulância foi solicitada quando a mesma era secretária. Ela repassou à reportagem um e-mail do Ministério da Saúde em que há o parecer positivo para que o município fosse contemplado com uma ambulância. Caroline diz que a ambulância foi solicitada para repôr a frota, pois após três anos de uso ou 200 mil km rodados, existe a necessidade de troca do veículo.

No total, são 600 novas ambulâncias em todo o Brasil. As unidades antigas podem ser repassadas aos municípios a ainda serem utilizadas.