Bageenses participam da 92ª Corrida de São Silvestre

    28/dezembro/2016 às 10h40min
     Atualizado quarta-feira, dia 28 de dezembro de 2016 às 23h08min

    A principal prova de atletismo do país e uma das mais importantes do mundo, segundo o site Gazeta Esportiva, contará com um limite de 30 mil participantes. A corrida, que está em sua 92ª edição, terá a participação de bageenses assíduos, como o aposentado Vanderli Lopes Farias, 62 anos. Ele participa há 14 anos consecutivos da corrida. “A minha principal dificuldade é com a poluição, pois dificulta a respiração e não estamos acostumados”, relata, sobre os desafios da competição. As informações são do Jornal Folha do Sul.

    Farias conheceu a São Silvestre quando entrou na Associação de Corredores de Rua de Bagé (Acorba), por decorrência de problemas de saúde. “Eu fumava, tinha colesterol alto e bebia socialmente. Desenvolvi alguns problemas e conheci o grupo”, fala. Este ano, comenta, viajará apenas junto do amigo Narciso França Batista, que participa há oito anos da São Silvestre. Isso porque há muitos custos. “Quando fui pela primeira vez, fomos em oito pessoas. Agora o custo está alto, principalmente a passagem de avião”, argumenta. Ainda de acordo com o aposentado, é preferível correr a São Silvestre a qualquer outra prova, sobretudo porque é a principal da América Latina.

    A prova

    Tradicionalmente realizada no dia 31 de dezembro, a prova tem início e fim na Avenida Paulista, em São Paulo. A largada acontece na altura da rua Frei Caneca e a chegada, momento mais importante da disputa, será em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.

    Nos 15 quilômetros de prova, os atletas passarão por pontos importantes e turísticos da capital paulista. A primeira largada será do pelotão de elite feminino, às 8h40min. Vinte minutos depois, às 9 horas, partem os pelotões de elite masculino e geral (masculino e feminino). Idealizada pelo jornalista Cásper Líbero no ano de 1924, a prova chega a sua 92ª edição sem interrupção. Ela foi realizada até mesmo durante a Revolução Constitucionalista de 1932 e a Segunda Guerra Mundial, conforme o Gazeta Esportiva.

     

    Folha do Sul