A arte nas mãos de Gustavo Martins

19/outubro/2016 às 16h40min
 Atualizado quarta-feira, dia 19 de outubro de 2016 às 17h33min
Um dos desenhos preferidos do pedritense

Podemos chamar de dom o que o pedritense Gustavo Martins tem em suas mãos. Conhecido por ser cantor e instrumentista da cultura gaúcha, Gustavo é o que podemos chamar de “desenhista de primeira”, visto a qualidade de seus desenhos, que têm chamado bastante a atenção de todos em seu perfil no Facebook.

Ele conta que morava na localidade de Torquato Severo e, com 8 anos, começou a desenhar coisas ligadas aos costumes do gaúcho. “Logo quando começou a ser vendida a revista de gineteada, ‘Ginete em Foco’, quando tinha uns 10 ou 11 anos, peguei o gosto por desenhar fotos de gineteadas; sendo que nas revistas, as fotos que tinham eram muito pequenas, e as reproduzia em tamanho grande”, lembra, acrescentando que, como toda criança, ele desenhava muito os personagens do desenho animado Dragon Ball Z, mas ressaltando que os cavalos era o que mais gostava de desenhar.

Ele conta que sua técnica mudou muito com o passar do tempo, tendo um grande aprimoramento. “A técnica mudou muito. Dos primeiros desenhos que fiz para esses mais atuais, tem uma diferença grandíssima”, acredita Martins, revelando que começou a procurar na internet novas técnicas e tipo de lápis a ser usado. “Aprendi muito também com um amigo meu que é desenhista profissional atualmente. Uillian Garcez, amigo de infância, que hoje trabalha com desenhos em Bagé”, revela. Em entrevista, Gustavo ainda revela que há desenhos que demoram 6 horas para ser feitos e outros que chegam a demorar até dois dias, devido aos inúmeros detalhes.

O tempo foi passando e Gustavo começou a levar mais a sério a brincadeira de criança do passado. Hoje ele tem uma página no Facebook intitulada ‘Dibujos de Campo’, onde vende produtos com sua arte estampada. “Ali divulgo um pouco do meu trabalho, camisetas desenhadas à mão, quadros com moldura de trama envelhecida, canecas e adesivos”, diz Martins.

Sobre a venda de camisetas, Gustavo conta que tudo começou como uma brincadeira, quando fez desenho em dois modelos e postou no Facebook. “De imediato começaram a  encomendar, com desenhos de fotos que geralmente são pessoais, e a pronta entrega, com artes de criação própria”.

Para os interessados em camisetas: a pessoa manda o tamanho que quer, envia a foto (tem que ser bem nítida, para que o desenhista consiga reproduzir o mais parecido possível) e ele desenha à māo, usando caneta para tecido acrilex e tinta de tecido. Se é uma pessoa que mora em outra cidade ou outro Estado, o envio é feito por Correio, incluindo o preço do frete, o valor da camiseta e a arte é feito através de depósito bancário. Desenhos em quadra, em papel, o cliente também escolhe uma foto do seu agrado.

Há, também, as opções a pronta entrega. Se você teve interesse no trabalho de Gustavo, contate através do seu perfil no facebook, clicando aqui, ou em sua página na rede social. O número do celular para contato é 9901-3078.