Suspeito de ter matado ex-cunhada é preso em ação conjunta da Brigada Militar e Polícia Civil de Dom Pedrito

    O foragido Orlando Teixeira Gonçalves foi preso pela Patrulha Rural, uma guarnição do policiamento ostensivo da Brigada Militar e uma viatura da Polícia Civil de Dom Pedrito no fim da tarde desta terça-feira (18), por volta das 19h.

    A polícia recebeu uma denúncia de que o foragido estaria em um galpão de uma casa nas margens do rio Santa Maria, pela rua Coronel Urbano. Os policiais se deslocaram até o local e efetuaram a prisão do indivíduo, que não resistiu. Com ele, ainda foram apreendidas duas facas e o celular do mesmo.

    Segundo registro de ocorrência, Orlando é o principal suspeito do homicídio de sua ex-cunhada, ocorrido na noite de sábado (8). A mulher foi morta na frente do filho de 5 anos.

    Relembre o caso:

    Na noite de sábado (08), por volta das 20h45, Roseli Machado Gonçalves, 34 anos, foi morta a tiros em sua casa, situada na rua General Carneiro, no bairro Getúlio Vargas. O filho da vítima, de 5 anos de idade, presenciou o crime. De acordo com informações, Roseli vinha sendo ameaçada há vários dias.

    O homem que matou a vítima deu o primeiro tiro do lado de fora da casa, sendo que uma das balas atravessou a porta da frente, como percebemos em uma de nossas fotos.

    O inspetor Patrício Antunes disse à reportagem da Qwerty Portal de Notícias que trata-se de um crime encomendado, e que a Polícia Civil já tem o principal suspeito de ter executado a vítima. “É importante ressaltar que ela já vinha sofrendo algumas ameaças, mas não foi quem estava lhe ameaçando que cometeu o crime. O crime foi encomendado. Sabemos o caminho para chegar até o suspeito”, informou o inspetor.