Rivalidade entre gangues por pouco não acaba em mais uma fatalidade em Dom Pedrito; um indivíduo foi preso pela BM

12/outubro/2016 às 02h59min
 Atualizado quinta-feira, dia 13 de outubro de 2016 às 01h51min

A rivalidade entre as gangues da Vila Argeni e do São Gregório continua e, desta vez, quase acabou em mais uma fatalidade. De acordo com a Brigada Militar, por volta da 1h30 desta quarta-feira (12), em frente ao Clube Comercial, Anderson Cantos, de 19 anos, e morador do bairro São Gregório, portava uma pistola calibre .22. Tentou atirar contra seu desafeto, conhecido por “Manchinha”, morador da Vila Argeni e já tem passagem pela polícia por diversas ocorrências. Porém, no momento dos disparos, a arma de Anderson falhou.

Diversas pessoas que estavam em uma fila para entrar no Clube presenciaram o fato e saíram correndo – fato que foi registrado e que só foi possível constatar graças a câmera de videomonitoramento instalada no cruzamento das avenidas Barão do Upacaraí e Rio Branco.

Com a informação de que a tentativa teria ocorrido, e com as imagens registradas pela câmera, uma guarnição da Brigada Militar se deslocou até o local e realizou buscas nas imediações da Praça General Osório, quando Anderson saiu correndo, tentando fugir, mas logo foi alcançando e preso pelos policiais. Ele alegou à polícia que somente tentou atirar em Manchinha, pois o mesmo teria atirado contra ele no último domingo, no centro da cidade.

Com Anderson, os PMs encontraram a arma, juntamente com três munições deflagradas e duas munições escondidas no boné do acusado, que foi conduzido à delegacia de polícia, onde foi autuado em flagrante pela delegada Daniela Barbosa de Borba, pelos crimes de porte ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo. Após autuação, ele foi conduzido ao Presídio Estadual de Dom Pedrito.