Divaldo vence de ponta a ponta em Bagé

    3/outubro/2016 às 08h26min
     Atualizado segunda-feira, dia 3 de outubro de 2016 às 08h32min
    Francisco Bosco/FS

    O atual presidente da Câmara de Vereadores, Divaldo Lara (PTB), foi eleito, ontem, com 75,04% dos votos válidos, tornando-se o próximo prefeito de Bagé. O petebista, assim como apontou pesquisa encomendada pela FOLHA do SUL e desenvolvida pelo Instituto Methodus, venceu com ampla vantagem.

    Logo que os boletins das primeiras urnas começaram a ser divulgados, Lara já dava sinais de que tinha chances reais de vencer. E, conforme o Tribunal Superior Eleitoral começou a disponibilizar as parciais oficiais, a vantagem do petebista se confirmou.

    Em nenhum momento, por exemplo, o candidato eleito registrou um percentual inferior a 60%. Até pelo contrário, conforme novas urnas eram contabilizadas, a distância dele para o segundo colocado, Carlos Alberto Fico (PCdoB), aumentava.
    Ao final, o petebista somou um total de 45 948 votos.

    Petebista destaca vitória histórica
    Divaldo acompanhou a apuração dos votos em uma estrutura montada pela coligação, em frente à Praça Silveira Martins, na avenida Sete de Setembro. Eufórico com a vitória, histórica em Bagé, ele agradeceu o apoio da população bageense durante todo o processo eleitoral. “Nossa campanha foi uma etapa que estava dentro de um planejamento de anos.

    A população bageense, em todos os bairros e no centro, apoiou nosso trabalho”, avaliou.
    De acordo com o futuro chefe do Executivo, a apresentação das propostas de governo motivou e elevou a auto estima dos bageenses. “Estabelecemos um compromisso de fazermos uma gestão eficiente e inovadora”, afirmou ao fazer um agradecimento especial ao vice, Manoel Machado (PSDB), aos líderes partidários da coligação, deputados estaduais, federais e ministros apoiadores, à equipe de trabalho, entidades, família e a Deus. “Agradeço a todos que trabalharam, cumpriram metas e nos apoiaram, para que vivêssemos esse momento”, destacou.

    “Creio que transmiti uma boa mensagem”, argumentou Fico Atual vice-prefeito, Fico contabilizou 11 060 votos, com um percentual de 18,06%. Ao final da apuração, ele se manifestou à reportagem.

    “Desejo para a cidade o melhor possível. Foi para isso que me candidatei. Que cada cidadão respeite esse resultado. Seguirei trabalhando para o desenvolvimento de Bagé, como sempre fiz. Creio que transmiti uma boa mensagem para a população. Que Bagé continue sempre crescendo, cada vez mais”, resumiu.

    “Só nos resta respeitar”, diz Sapiran Sapiran Brito, que contabilizou 3 220 votos (5,26%), demonstrou tranquilidade ao reconhecer a derrota. “O eleitor teve os destinos do município nas mãos para os próximos quatro anos e escolheu Divaldo Lara. Que seja muito feliz com a escolha”, frisou. O candidato disse, também, que perder ou ganhar são resultados que fazem parte do jogo. “Me apresentei em respeito a um momento muito difícil do meu partido e cumpri o meu dever. Agora, só nos resta respeitar a sagrada vontade do povo”, concluiu.

    Números
    A eleição ainda contou com a presença de Francisco Estigarribia (PSol), o qual somou 1 001 votos (1,63%). Zoinho (PSL), que não teve os votos recebidos computados por ser considerado inapto, contabilizou 2.074.

    Dos mais de 91 655 eleitores aptos a votar, 72 686 (79,30%) compareceram às urnas, gerando uma abstenção de 20,70%. Dentre os votantes, 3 888 (5,35%) votaram em branco. Dos votos totais, 7 569 (10,41%) foram computados como nulos.

    Folha do Sul