Menor foi apreendida na tarde deste sábado (24) na rodoviária de Dom Pedrito portando 501 gramas de crack

    24/setembro/2016 às 21h44min
     Atualizado segunda-feira, dia 26 de setembro de 2016 às 02h43min

    Na tarde deste sábado (24), por volta das 15h30, uma guarnição da Brigada Militar junto com o Serviço de Inteligência, apreenderam uma adolescente de 14 anos por tráfico de drogas.

    De acordo com boletim de ocorrência, os policiais foram averiguar uma denuncia anônima de que uma jovem estaria vindo de Bagé para Dom Pedrito, em um ônibus da empresa São João, com uma grande quantidade de drogas para um rapaz que é bastante conhecido do meio policial.

    Com base nas informações e na descrição da adolescente, eles abordaram a menor infratora assim que ela desceu do ônibus. Uma policial levou a menina até o banheiro da rodoviária e, durante a revista, encontrou na cintura da mesma um tijolo e três porções grandes de crack, pesando 501 gramas, além de um celular samsung preto e R$ 32,50 (trinta e dois reais com cinquenta centavos) em dinheiro.

    Ainda conforme boletim, a Brigada Militar possui diversas informações de que o rapaz é traficante de drogas, sendo que a denunciante foi incisiva no sentido de indicar que o entorpecente apreendido com a menor iria para este suspeito.

    Em seu depoimento, a menor relatou ser companheira do destinatário da droga, e que mora com ele e está grávida de dois meses. A autoridade de plantão determinou registro simples conforme artigo 173 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

    O que diz o artigo 173 – Em caso de flagrante de ato infracional cometido mediante violência ou grave ameaça a pessoa, a autoridade policial, sem prejuízo do disposto nos arts. 106, parágrafo único, e 107, deverá:

    I – lavrar auto de apreensão, ouvidos as testemunhas e o adolescente;
    II – apreender o produto e os instrumentos da infração;
    III – requisitar os exames ou perícias necessários à comprovação da materialidade e autoria da infração.