Qwerty Escola participa de evento promovido pelo Conselho Regional de Enfermagem em Porto Alegre

    Uma ampla discussão sobre a formação em Enfermagem e como ela influencia no fortalecimento da profissão. Assim foi o Seminário “O papel das instituições formadoras na valorização da profissão de Enfermagem”, realizado pelo Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul (Coren-RS) nesta quinta-feira (15), em Porto Alegre.

    O seminário teve a presença de mais de 200 pessoas, entre docentes e alunos(as) de 44 escolas técnicas e universidades do estado. A abertura contou com as falas do presidente do Coren-RS, Daniel Menezes de Souza; do presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) – seção Rio Grande do Sul/ ABEn-RS, Joel Mancia; do presidente do Sindicato dos Enfermeiros do RS (Sergs), Estevão Finger; do diretor da Federação dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Estado do RS (Feessers) Paulo da Silva e da presidente da Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo) – seção Rio Grande do Sul/ Abenfo-RS, Virginia Leismann Moretto.

    A Qwerty Escola de Educação Profissional de Dom Pedrito esteve presente no evento através de seu direto,r Marcos Brum; da assessora pedagógica, Dulce Brum e da enfermeira e coordenadora do curso Técnico em Enfermagem, Claudia Garcia Benites.

    “Um dos grandes objetivos do Conselho é a busca por uma Enfermagem mais valorizada e mais reconhecida. E discutir a formação é parte essencial desse processo”, disse Daniel, saudando a união das entidades da Enfermagem, evidenciada no seminário.

    Em seguida, ocorreu um debate entre o presidente do Fórum Nacional da Enfermagem e secretário-geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Saúde (CNTS), Valdirlei Castagna, e o conselheiro do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) Gilvan Brolini. O debate teve a mediação do presidente do Coren-RS. Também participou da mesa a técnica de Enfermagem Elizandra Dill, da Comissão de Auxiliares e Técnicos(as) de Enfermagem do Coren-RS.

    Gilvan parabenizou o Coren-RS pela iniciativa e afirmou que questionar a formação é essencial: “Quanto melhor for a formação, mais o profissional será comprometido”, afirmou. Na sequência, Valdirlei falou sobre a preocupação com a qualidade do ensino: “Há um negócio hoje no Brasil que se chama formação. O Estado precisa regular melhor isso”, afirmou.

    Também estavam presentes no seminário os(as) conselheiros(as) do Coren-RS Nelci Dias da Silva, Willi Wetzel Junior, Margarita Unicovsky, Ricardo Haesbaert, Maurelize da Silva, Abelardo Gomes e Luci Malickovski, funcionários(as) e estagiários(as) do Coren-RS.
    Fonte: Departamento de Comunicação Institucional
    Jornalista Joanna Ferraz – DRT/RS 12.176