Força Tarefa de Combate aos Crimes Rurais prende homem por furto, receptação e adulteração de arma de fogo

    15/setembro/2016 às 19h06min
     Atualizado sexta-feira, dia 16 de setembro de 2016 às 20h27min

    Na manhã de ontem (14), foi arrombada uma empresa rural, de onde foram furtados equipamentos eletrônicos. O grupo da força tarefa, coordenada pelo delegado Adriano de Jesus Linhares Rodrigues, foi até o local para realizar alguns levantamentos e, na manhã de hoje (15), novamente a empresa foi arrombada.

    Por isso, mais uma vez o grupo deslocou uma equipe para Dom Pedrito, para colher alguns depoimentos de pessoas que moram nas proximidades desta empresa.

    “Conseguimos descobrir que os crimes haviam sido praticados por dois adolescentes e um homem de 18 anos”, disse o inspetor Patrício Antunes, acrescentando que em razão disso, identificaram e conversaram com os dois menores, que assumiram participação nos furtos mas disseram que haviam sido orientados pelo homem.

    “Quando chegamos até a casa do acusado, descobrimos que ele possuia uma arma escondida, motivo pelo qual o autuamos em flagrante. A arma foi adulterada para calibre .22. Além disso, descobrimos que ela foi furtada, o que é um crime inafiançável”, disse Patrício.

    A polícia também não tem mais dúvidas de que ele é o autor dos dois furtos ocorridos na empresa rural, juntamente com os dois menores; muito embora ele não tenha dito para quem vendeu estes equipamentos.

    Outra ocorrência de furto também foi registrada em uma empresa rural esta semana

    No início desta semana uma outra propriedade foi furtada naquelas proximidades. A ocorrência foi registrada como furto a estabelecimento onde, de acordo com depoimento, o furto teria ocorrido na segunda-feira (12). O técnico agrícola responsável pelo projeto Biomas teria comunicado que existem dois containers onde são guardados os materiais do projeto, e que no dia do fato, esses containers foram alvo de furto.

    Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, os cadeados da portas desapareceram, e do interior dos mesmos foram levados dois carros de mão, duas roçadeiras Stihl, máscaras, um aparelho de choque de cerca elétrica, uma moto bomba Toyama juntamente com a mangueira e mangote de submersão, além de duas lâmpadas e um chuveiro. O comunicante, na oportunidade, não possuía suspeitos para o fato, e conta que na estrada ficou apenas rastro da roda do carro de mão.