Com 20% de crescimento no ano, provedores lideram expansão da banda larga

    Os provedores regionais cresceram 19,19% no último ano, sendo os maiores responsáveis pelo crescimento da banda larga no Brasil neste período. A informação foi publicada pela Anatel no último dia 9, juntamente com outros números sobre o acesso à banda larga no País.

    Apenas no mês de julho, os provedores regionais registraram um total de 2,615 milhões de acessos, o que representa um crescimento de 2,83% em relação ao mês de junho.

    O crescimento dos provedores regionais no mês de julho, em números absolutos, foi quase 50% maior do que o da líder (Grupo Net, Claro e Embratel) e 3 vezes maior do que o da vice-líder (Telefônica e GVT) de acessos, que registraram 40.943 e 21.679 novos acessos, respectivamente, contra 67.198 dos pequenos provedores.

    Juntos, os provedores regionais seriam a quarta maior operadora brasileira com 9,94% de participação no mercado, atrás apenas do grupo Net, Claro e Embratel; da Telefônica e da Oi, que registrou uma queda de 0,75% no número de acessos entre 2015 e 2016.

    O mercado brasileiro também continuou evoluindo em termos de velocidade de acesso. A faixa de velocidade que mais cresceu no último ano foi a de 12 Mbps a 34 Mbps, registrando crescimento de 46,36%, com um total de 2,121 milhões de adições. A faixa de velocidade mais popular entre os brasileiros é a de 2 Mbps a 12 Mbps, com 9,752 milhões de acessos no mês de julho, o que representa um aumento de 0,20% no mês.

    Todos os dados divulgados pela Anatel sobre o acesso à banda larga no Brasil podem ser encontrados no site da Agência por meio do link: http://bit.ly/2cU4Duf.

    Qwerty Telecom

    A Qwerty Telecom está sempre visando oferecer um serviço diferenciado a seus clientes e, com esse objetivo, no último ano, a empresa obteve um crescimento estimado de 30% em suas tecnologias e meios de distribuição de seus serviços com maior qualidade. Em breve novos planos e serviços serão apresentados para que a experiência no ramo da telecomunicação se torne ainda mais completa.

    Abrint