Servidores de empresa que atua em Bagé ameaçam parar por tempo indeterminado

    6/setembro/2016 às 15h58min
     Atualizado quarta-feira, dia 7 de setembro de 2016 às 00h47min
    (Foto: Francisco Bosco)

    Empregados da empresa Stadtbus, uma das responsáveis pelo transporte público em Bagé, participaram, semana passada, de uma assembleia geral extraordinária, organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, para debater sobre medidas a serem adotadas caso a empregadora não cumpra um acordo coletivo celebrado em maio. As informações são do Jornal Folha do Sul.

    De acordo com o presidente do sindicato, Adonaldo Brose, os trabalhadores não descartam, inclusive, uma paralisação das atividades por tempo indeterminado. “Se a empresa não cumprir o acordo assinado com a federação patronal – (Fetergs) – vai parar”, alertou.
    Segundo Brose, a categoria cobra, na prática, a quitação do valor retroativo referente a maio. “Demos 72 horas e nos enviaram uma contraproposta, sugerindo o pagamento parcelado em três vezes. Aí demos até o dia 8 para o pagamento integral. Se não formos atendidos, vamos parar”, reiterou ao citar sexta-feira, dia 9, como data para início da paralisação.

    Em Bagé, de acordo com Brose, a empresa conta com cerca de 130 trabalhadores.
    O sindicalista, ontem, reiterou que até a data não havia sido efetivada a quitação dos valores cobrados.

    A reportagem do Jornal Folha do Sul também fez contato com o setor de comunicação e marketing da Stadtbus, com sede em Santa Cruz do Sul, para obter uma posição oficial da empresa a respeito das manifestações de Brose. Até o fechamento desta edição, porém, nenhum contraponto quanto ao assunto foi remetido ao jornal.