Uruguai decreta emergência sanitária por surto de leishmaniose canina

31/agosto/2016 às 17h31min
 Atualizado quarta-feira, dia 31 de agosto de 2016 às 20h17min

O governo uruguaio decretou estado de emergência sanitária no departamento de Salto por casos de leishmaniose canina, uma doença transmissível para os seres humanos que pode ser fatal, depois que fortes inundações atingiram a região – informaram fontes oficiais nesta segunda-feira.

A declaração de “emergência sanitária no departamento de Salto” se deve à “presença de focos de leishmaniose canina” e “regirá por 180 dias”, afirma o parecer assinado pela ministra interina de Saúde, Cristina Lustemberg.

Salto foi um dos departamentos mais afetados pelas inundações que atingiram o norte uruguaio no final do ano passado e ainda deixam algumas pessoas fora de seus lares.

A leishmaniose é uma doença causada por um parasita transmitido pelos cachorros. No caso dos seres humanos, senão for tratada a doença é fatal em 90% dos casos, de acordo com estatísticas fornecidas pelo ministério.

O decreto autoriza as autoridades a praticar exames de sangue nos cães, mesmo sem a permissão de seus donos – e caso o resultado seja positivo, inevitavelmente, o animal será sacrificado. A medida gerou protestos de defensores dos animais.

 

Zero Hora