Exame confirma presença de crack em bebê que morreu em Bagé

    23/agosto/2016 às 17h13min
     Atualizado quinta-feira, dia 25 de agosto de 2016 às 01h26min
    Fabiana Gonçalves/RBS TV

    O exame toxicológico confirmou a presença de crack no corpo da criança de um ano e seis meses que morreu no último sábado (20) em Bagé, na Região da Campanha do Rio Grande do Sul. A mãe e a avó da criança serão ouvidas nesta terça-feira (23).

    A suspeita é de que o bebê tenha ingerido duas pedras da droga. A menina foi levada para a Santa Casa de Caridade na sexta-feira (19) e morreu no dia seguinte. O corpo foi enterrado no domingo (21).

    Os médicos e enfermeiros que atenderam a vítima já foram ouvidos pelo delegado que investiga o caso. A mãe disse que estava dormindo no momento em que a filha começou a passar mal. O pai da criança está preso por tráfico de drogas.

    O laudo da necropsia, que vai determinar a causa da morte do bebê, deve levar pelo menos 20 dias para ficar pronto. Um menino de três anos, irmão da vítima, e uma menina de 12 teriam sido retirados da casa da família pelo Conselho Tutelar da Bagé.

    Fonte: G1/Globo.com – Rio Grande do Sul