Agressão violenta a socos e pontapés deixa um jovem desacordado na Avenida Barão do Upacaraí

    14/agosto/2016 às 16h08min
     Atualizado terça-feira, dia 16 de agosto de 2016 às 16h30min

    Na madrugada deste domingo (14), por volta das 3h, um rapaz de 23 anos foi violentamente agredido à socos e pontapés na Avenida Barão do Upacaraí, proximidades da Praça Largo Isidoro Dias Lopes (Pracinha do Chafariz).

    De acordo com boletim de ocorrência, uma guarnição da Brigada Militar foi acionada a comparecer no local para atender a ocorrência de uma vítima de agressão.

    Quando os policiais chegaram, encontraram o jovem caído e desacordado, sendo atendido por populares que presenciaram o fato e também informaram as características dos agressores e a direção para onde teriam fugido. O rapaz foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhado para o Pronto Socorro (PS).

    Já os cinco agressores foram localizados nas proximidades do supermercado Nacional, sendo três meninas – uma de 14 anos e as outras duas de 15 – e dois rapazes, ambos com 21 anos.

    Eles se negavam a passar pela revista pessoal, momento em que uma das menores desferiu um tapa contra um deles – sendo necessário neste momento o uso moderado da força para conter todos os envolvidos – e assim realizar a busca pessoal.

    Com uma das menores foi encontrada uma faca de cozinha, com 12cm de lâmina. Diante dos fatos, todos foram conduzidos ao Pronto Socorro, onde acabaram sendo reconhecidos pela vítima, que não teve dúvidas ao afirmar que todos tinham participado das agressões.

    Após exames realizados no PS, eles foram encaminhados à Delegacia de Polícia para registro de ocorrência. A vítima manifestou desejo de representar criminalmente contra os acusados, ficando a audiência marcada para 13 de outubro.

    O relato da vítima

    “Eu havia acabado de sair de um aniversário na rua José Pinto Sobrinho e estava indo até o Bar do Mano, ao lado da rodoviária, para comprar uma bebida. Quando passava pela pracinha, vi uma das meninas e quis ficar com ela, mas acabei sendo agredido pela outra. Inicialmente, achei que fosse alguma brincadeira, mas de repente as três começaram a me agredir à socos e pontapés, e acabei caindo. Quando estava no chão, os outros dois rapazes que estavam com elas começaram a me agredir também”, disse a vítima à nossa reportagem, acrescentando que em nenhum momento disseram o porque estavam fazendo aquilo.

    A vítima finalizou dizendo, que “eu acho que eles me agrediram porque pensaram que eu queria abusar das meninas, e não foi isso, porque ela demonstrou querer ficar comigo. Eu cheguei a beijar a menina que me olhava e, do nada, as outras e ela começaram as agressões que duraram cerca de 15 minutos”.