Preso em Bagé Casal acusado de clonagem de veículos em Porto Alegre

    Na manhã desta sexta-feira (15), a equipe de investigações da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) foi acionada para prestar apoio à “Operação Illuminati”, de Porto Alegre.

    Os policiais receberam a informação de que Robson Farias de Oliveira, 25 anos, natural de Porto Alegre e a bageense Karem Freire Oleques, 24 anos, estariam em Bagé e ambos com mandado de prisão temporária expedido pela Comarca de Porto Alegre, por pertencer a uma quadrilha de clonagem de veículos.

    A equipe da DEFREC se deslocou até o bairro Malafaia, onde o casal estaria morando. Durante a prisão e a abordagem dos acusados, os policiais encontraram no interior da residência cerca de 300 gramas de Crack e Cocaína, além de uma balança de precisão e uma quantia em dinheiro. Os dois foram conduzidos à Delegacia de Polícia para registro de ocorrência e depois encaminhados ao Presídio Regional de Bagé.

    Sobre a Operação Illuminati:

    É uma operação que visa combater crimes de roubo, furto e clonagem de veículos, e foi deflagrada na manhã de hoje (15) pela Delegacia de Polícia Regional de Porto Alegre (DPRPA), da Polícia Civil. De acordo com informações, foi desarticulada uma quadrilha criminosa de ampla atuação no Rio Grande do Sul e presas 35 pessoas.

    Conforme o delegado, as investigações iniciaram no final de 2014, quando um integrante do grupo foi preso em flagrante. Desde então, veio sendo apurado o profissionalismo dos suspeitos e a participação definida de cada um no esquema. Dentre os presos, estão o proprietário de um ferro velho, um despachante e um conhecido traficante internacional de Jaguarão, que comprava carros e fornecia armamento para os criminosos.

    Cerca de 250 policiais do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) participaram do cumprimento de mais de 100 mandados judiciais. A ação foi desencadeada nas cidades de Viamão, Alvorada, Gravataí, Butiá, Jaguarão, Santa Maria e em Bagé, onde contou com o apoio da DEFREC.

    Adriano Remião/Imprensa Polícia Civil