Morador de rua de Bagé ganha auxílio para conquistar emprego

    Divulgação/FS

    Moradores de rua não recebem apenas alimento e abrigo da prefeitura. As ações da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SMTAS) também buscam o resgate do vínculo com a família e a reinserção no mercado de trabalho, para que a pessoa atendida tenha a opção de não voltar às ruas.

    Vergílio San Martin dos Santos, de 38 anos, era um exemplo de pessoa que vivia na rua. Portador do vírus da imunodeficiência humana (HIV), ele enfrentava, sozinho, uma luta diária contra a fome e a intempérie. O jornal FOLHA do SUL, no final do mês passado, publicou reportagem em que enfatizava o desejo de Santos de mudar de vida. “Busco uma melhoria de vida. Um lugar para tomar banho. Não tenho a mínima condição de higiene”, salientava.

    Na sexta-feira passada, a SMTAS começou o acompanhamento de Santos. Desde então, segundo a secretária da pasta, Andreia Quadros Rosa, ele está no albergue municipal sendo assistido pelos técnicos, de forma a empoderá-lo para conseguir seu desejado emprego.

    “Nós não tínhamos conhecimento do Vergílio. Assim que veio ao jornal, fomos à procura dele. Já organizamos a questão de higiene e limpeza. Montamos uma mochila com roupas e materiais de higiene. Agora ele está com acompanhamento psicológico e assistência social”, salienta.

    Andreia comenta que os profissionais estão trabalhando um projeto de vida. “É um processo de construção. Buscaremos saber sobre a família dele e ajudá-lo. Estamos encerrando os cursos profissionalizantes deste semestre. Porém, em breve, iniciaremos outros. Veremos por quais ele se interessa. Pois pode ajudar na busca por emprego”, conclui.

    Folha do Sul