Aceguá implanta equipamentos de energia solar em três paradas de ônibus

    24/junho/2016 às 09h35min
     Atualizado domingo, dia 26 de junho de 2016 às 20h14min
    Divulgação

    Quem passar pela entrada da Colônia Nova, na localidade da Tábua (entroncamento da BR 153 e RS 647), poderá utilizar do sistema de energia solar implantado na parada de ônibus do local. O equipamento é um dos três instalados, na quarta-feira, em pontos do município e conta com sistema inteligente de controle de tempo, entrada USB para carregamento de celular, tablets e câmeras, tudo alimentado apenas pelas placas de energia solar.

    Conforme o secretário de municipal de Planejamento e Meio Ambiente de Aceguá, Marcelo Pinheiro, a pasta tinha a demanda devido à quantidade de alunos que utilizam as paradas de ônibus do interior e, a partir disso, foi contratado o serviço do Instituto Auster-Engenharia, Pesquisa, Desenvolvimento e Ensino; empresa com sede em Porto Alegre. Atuam no empreendimento os engenheiros eletricistas de Bagé e Dom Pedrito, Rodrigo Dorado e Ronaldo Oliveira.

    Pinheiro conta que estas foram as primeiras paradas sustentáveis implantadas na zona rural no Brasil. “Projetos semelhantes a esse estão em funcionamento em Porto Alegre e Curitiba, mas utilizam também da rede elétrica”, afirma.

    Conforme Dorado, o projeto final irá contemplar os 28 pontos de ônibus do município, tanto na área rural quanto na urbana. O engenheiro relata que as placas solares têm uma vida útil de 25 anos e a bateria dura cinco anos. “O custo dos três equipamentos foi de R$ 5,9 mil e estamos fazendo o orçamento para o restante do projeto”, adianta.

    O responsável lembra que a pesquisa sobre utilização de energias renováveis começou em 2011. A partir de 2014, alguns projetos começaram a ser colocados em execução. Dorado esclarece que, no final do ano passado, surgiu o desafio de desenvolver o projeto que contemplasse de forma eficiente e com baixo custo a iluminação de paradas da área rural de Aceguá, localizadas em pontos onde não houvesse ligação de energia elétrica. “Em dezembro, foi apresentado o projeto de iluminação 100% sustentável com utilização de energia solar”, relata.

    Sistema

    O técnico conta que o sistema utiliza lâmpadas próprias desenvolvidas para essa finalidade e não são encontradas no mercado. O plano tem ainda uma forma de controle inteligente, ou seja, pode ser programado para ligar e desligar em horários e dias específicos, aumentando sua vida útil. Dorado informa que, no final de 2016, outras seis paradas de ônibus poderão contar com os equipamentos e, em um ano, todos os pontos já estarão instalados.

    Jaqueline Muza/Jornal Minuano