Terceirizados da Unipampa começam a ser demitidos

    7/junho/2016 às 11h49min
     Atualizado terça-feira, dia 7 de junho de 2016 às 19h23min

    Uma situação que já vinha acontecendo com os terceirizados da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), eram os salários atrasados no início do mês maio. Hoje, a realidade é outra e, infelizmente, pior. O problema de salários atrasados foi resolvido, porém, agora alguns terceirizados começaram a ser demitidos e, por esse motivo, decidiram manifestar e paralisar suas atividades durante esta terça-feira (7), com total apoio dos técnicos e professores da universidade.

    De acordo com o porteiro Carlos Pereira, após a normalização do pagamento dos salários dos terceirizados, houve uma reunião para informá-los que haveriam demissões. “Desde então ficamos apreensivos, foi quando quarta-feira da semana passada chegou uma notificação a mim e a um colega da portaria, informando que seriamos desligados”, disse Carlos, acrescentando que nesta semana podem haver desligamentos de pessoas da parte da limpeza e, na próxima semana, de terceirizados da parte de manutenção, até chegar aos vigilantes. Segundo o porteiro, irão ocorrer 50% de demissões em cada área de atuação dos terceirizados – o que acarretará num funcionamento mais precário da universidade.

    Os técnicos e os professores, após uma reunião, decidiram por apoiar o movimento dos terceirizados – pois eles têm ciência da importância dessas pessoas para o bom funcionamento da Unipampa. Ícaro Morelle, representante dos técnicos, explica que as atividades dos terceirizados não serão paralisadas na data de hoje, mas sempre haverá um grupo representando a classe, junto com os terceirizados, mostrando total apoio àquelas pessoas.