Gestão

    Cemitério Municipal já mostra mudanças com nova administração

    3/junho/2016 às 15h56min
     Atualizado sexta-feira, dia 3 de junho de 2016 às 17h02min
    Local de recolhimento

    Na tarde desta sexta-feira (03), nossa reportagem esteve novamente no Cemitério Municipal após duas semanas da última denúncia de depósito irregular de materiais como caixões, flores e coroas em local inadequado e queima de lixo a céu aberto.

    Para nossa grata surpresa, desta vez constatamos as mudanças realizadas pelo novo administrador, Lenon Pahim, de 24 anos. Encontramos o local limpo, mais organizado e com um descarte mais adequado – embora de acordo com o próprio administrador, seja necessário mais containers, pois os dois que foram adquiridos através de um contrato entre a Secretaria de Obras e a Ansus são pequenos.

    Lenon disse também que “hoje tudo está sendo armazenado nos dois containers e em quatro bags doados pelo Engenho Coradini após uma solicitação que fiz a empresa. Quando a quantidade lota, uma carga de caminhão a empresa Ansus vem e recolhe. Mas fora isso, quando os bags estão cheios, nós ligamos para eles virem buscar, levar até a empresa onde esvaziam e trazem eles vazios para que possam ser reutilizados.”

    “Quando o material que lá estiver armazenado completar uma carga, a Ansus manda para Gravataí onde será feito o descarte adequado”, disse Lenon, acrescentando que se houvesse uma doação de um container definitivo e com uma capacidade maior, seria bem melhor, pois os que estão hoje no local tem uma capacidade muito limitada.

    O administrador falou também sobre os jazigos antigos. Para Lenon, “seria importante que os familiares e responsáveis dessem uma melhor manutanção neles, pois muitos estão bem feios. Nós até tentamos entrar em contato com alguns responsáveis, mas não conseguimos”, ressaltando que alguns estão com a cruz no chão, concreto que está caindo por falta de manutenção e lápide quebrada, entre outros problemas.

    “seria muito bom que as pessoas me procurassem para deixar um contato, dizer porque o túmulo está abandonado, enfim fazer um novo cadastro para que possamos ter facilidade de encontrar os responsáveis por aquele ente que ali está”, disse o administrador.

    Lenon falou também sobre um muro nos fundos do Cemitério, que a administração está tentando arrumar, pois ele foi derrubado e agora é necessário reconstruí-lo para que as pessoas não transitem pelo local.

    Sobre as queimas de material no Cemitério, o administrador disse que “cheguei ao cargo abaixo do mau tempo, pois nem sabia das denúncias e muito menos que isso estava ocorrendo no local. Mas posso afirmar que desde que tomei posse, até hoje, não houve mais queima alguma; e se houver, será criminosa, porque nós não permitimos que isso ocorra, e a comunidade pode ter certeza que será dado parte na Delegacia de Polícia, seja qual for o dano causado dentro do local”.

    Lenon finalizou a entrevista dizendo que “seria fundamental se tivéssemos pelo menos um computador e um sistema de gerenciamento da Capela e do Cemitério, pois são muitos jazigos e túmulos no local, o que torna o trabalho do administrador uma tarefa muito complicada. Imagine realizar consultas de óbitos antigos através de livros, algo que acontece hoje, isso nem sempre é possível pela quantidade de pessoas que passaram pelos registros. Se for informatizado, com certeza resolverá este problema”.

    A Qwerty Portal de Notícias, com esta reportagem, quer demonstrar seu compromisso com a comunidade pedritense, mostrando e denunciando o que está errado, e mostrando e elogiando o que está dando certo.