Acusado de matar o irmão é pronunciado pela Justiça

    Em decisão do Juiz da 1ª Vara da Comarca de Dom Pedrito, foi pronunciado pela Justiça Isaque Padilha Ferreira, de 49 anos, pelo assassinato do irmão Alvorino Padilha Madruga, de 55 anos no dia 7 de abril, na rua Jarbas Martins, Vila Argeny. A pronúncia ocorre exatamente 51 dias após o crime, o que demonstra uma agilidade muito grande entre o início das investigações pela Polícia Civil, à prisão do acusado e a decisão do Judiciário.

    Relembre o Caso

    Na manhã de quinta-feira 7 de abril, por volta das 11h30, uma briga entre irmãos resultou na morte de Alvorino Padilha Madruga, 55 anos. De acordo com a Polícia, o autor do crime foi seu irmão, Isaque Padilha Ferreira, 49.

    Segundo o inspetor Patrício Antunes, uma família procurou a delegacia para registrar que uma mulher – irmã da vítima e do acusado – estava sendo vítima de perturbação. De acordo com Patrício, o acusado da perturbação era Alvorino.

    Ao tomar conhecimento do fato, Isaque acabou se desentendendo com Alvorino, que também era seu irmão. Isaque desferiu três disparos de arma de fogo contra ele. O crime ocorreu em via pública, na rua Jarbas Martins, Vila Argeny.

    O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ainda foi até o local, mas Alvorino já estava sem vida. A Polícia Civil ouviu algumas testemunhas e foi até uma residência na Vila Sete Casas, onde se encontrava Isaque. Ele acabou sendo preso em flagrante e conduzido até a Delegacia de Polícia. Após autuação do delegado Cristiano Ritta, o acusado foi recolhido ao Presídio Estadual de Dom Pedrito.