Polícia Civil recupera mercadorias oriundas de roubo avaliadas em aproximadamente R$ 4 mil

    Qwerty Portal de Notícias

    Na tarde deste sábado (21), por volta das 14h, nossa reportagem acompanhou o inspetor Patrício Antunes durante a entrega de produtos oriundos de um assalto contra uma idosa de 83 anos, ocorrido no dia 13 de abril e avaliados em aproximadamente R$ 4.000,00 (quatro mil reais).

    De acordo com Patrício, o material recuperado foi comprado pelos assaltantes, que estavam em posse dos cartões roubados da vítima, e com eles realizaram diversas compras. Os dois homens, Diego Troglio da Silva e Tiago Chagas Boni estavam com mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Dom Pedrito, e acabaram sendo presos em Passo Fundo pela Brigada Militar daquela cidade.

    O inspetor relatou que ontem foi até Passo Fundo buscar todo o material apreendido com os assaltantes, e nesta tarde foi feita a entrega na residência da idosa.

    Relato da vítima sobre o assalto

    A idosa nos contou como foi seu diálogo com os assaltantes. Acompanhe o
    relato:

    Vítima: Eu me lembro que eles chegaram e me pediram ajuda, bem em frente
    a Verdes Vales. Um deles perguntou: “Senhora. Pode me dar uma informação?”
    Vítima: Eu pensei: como negar um pedido assim? E concordei. Então, ele fala:
    “Gostaria de saber onde estava uma loja que ficava próximo do hospital e que agora parece que se mudou. A senhora não sabe para onde foi?”
    Vítima: “Não sei lhe dizer.”

    “Quando terminei de falar, ele apertou meu peito e me atirou longe, puxando a carteira de meu braço. Também colocaram algo nos meus olhos que eu não conseguia ver nada. Depois encontrei minha carteira e notei que haviam colocado uns papéis bem duros no lugar do dinheiro que carregava e levaram também meus cartões”, completou a idosa, acrescentando que lembra dos assaltantes antes de tudo acontecer, da fisionomia deles e que estavam bem vestidos.

    Sobre a ação da polícia

    A idosa nos disse que “achei maravilhosa a agilidade, rapidez e atenção dos policiais; até porque achei que iria perder tudo. Eles foram muito bons. E eu digo para todo mundo: a polícia de Dom Pedrito não tem igual”.


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009