Operação da PF combate fraude no INSS em três municípios gaúchos

    A Polícia Federal desencadeou, na manhã desta quarta-feira (18), em Passo Fundo e outros dois municípios, a Operação Sem Vínculo, que investiga quadrilha que obteve concessão indevida de benefícios previdenciários e seguro-desemprego através de fraude em um sistema utilizado pelo INSS. O prejuízo estimado foi de aproximadamente R$ 3 milhões ao instituto e ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

    Cerca de 150 policiais federais cumprem 33 mandados de busca e apreensão, 27 de condução coercitiva e quatro mandados de prisão. Além de Passo Fundo, os mandados são cumpridos em Água Santa e Nicolau Vergueiro. A Justiça Federal de Passo Fundo também decretou a indisponibilidade de valores e veículos dos líderes do grupo.

    A investigação apurou que o grupo criminoso, por meio de um escritório contábil sediado em Passo Fundo, incluiu centenas de vínculos empregatícios fictícios no sistema previdenciário. Cerca de 50 microempresas, cuja contabilidade estava sob responsabilidade do escritório utilizado pelo grupo criminoso, serviram para os registros fraudulentos. Muitas estão em nome dos investigados, seus familiares ou de “laranjas”, sendo que algumas sequer chegaram a funcionar, ainda que em seus registros constassem diversos empregados.

    A Polícia Federal diz que em alguns anos, caso a associação criminosa continuasse atuando, os prejuízos à Previdência poderiam totalizar dezenas de milhões de reais.

    Gaúcha


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009