Campeonato Municipal de Futsal será realizado na sede campestre do Clube Comercial; alguns atletas não gostaram da decisão

11/maio/2016 às 10h28min
 Atualizado quinta-feira, dia 12 de maio de 2016 às 00h11min

Na noite de ontem, terça-feira (10), uma reunião na sede social do Clube Comercial definiu que o Campeonato Municipal de Futsal será realizado na sede campestre do referido Clube. Participaram da reunião o assessor de Esportes, Paulo Cruz, o diretor da Rádio Sulina, Pascoal Antônio Brandi, e representantes da diretoria do clube.

De acordo com Cruz, o campeonato foi confirmado para a segunda quinzena de julho. “O clube disponibilizará cadeiras, mas vamos colocar arquibancadas móveis”, disse o assessor, acrescentando que a Assessoria de Esportes irá contatar o Corpo de Bombeiros para confirmar a estatística quanto ao número de torcedores que podem ter acesso ao local do jogo.

O valor da inscrição para a categoria masculina é R$ 350,00 e feminina R$ 250,00. Segundo o assessor, o próximo passo da assessoria de Esportes será contatar os times que jogaram no ano passado e saber se os mesmos confirmarão presença no certame – caso não possam participar, a assessoria fará contato com outras seis equipes que estão aguardando vaga para ser chamadas.

Insatisfação

Quem não ficou muito feliz com a notícia foram alguns jogadores, que manifestaram indignação nas redes sociais; mas Paulo Cruz explicou que, em reunião com a direção da Escola Nossa Senhora do Horto, a assessoria recebeu a informação que neste ano o ginásio passará por muitas reformas, o que impossibilitará a realização do campeonato no ginásio.

O goleiro da tradicional equipe do Democrata, Lucas Mendonça Bueno, não gostou da decisão do campeonato ser realizado na sede campestre do clube. “Nós atletas vamos jogar para as paredes olharem, ninguém vai ir. Que tristeza. O prazer do jogador é o público; ninguém vai ir, é triste. Quem perde é nós. Tudo bem que a quadra é melhor, vai melhorar o nível do campeonato, mas me diz quem vai ir lá olhar? Não tem fundamento. Eu, como jogador, estou chateado. Vamos jogar para meia dúzia de gato pingado olhar. Mas né, só temos que aceitar”, escreveu Lucas.

“Paulinho, desculpa o desabafo, não é nada contra ti que faz um trabalho sensacional, e sim contra algumas pessoas que visam o lucro e, por não cumprir com algumas exigências da escola do Horto, preferiram levar o campeonato lá para o Clube Comercial”, concluiu.