Mercado

    Dólar opera em queda, perto de R$ 3,50

    5/maio/2016 às 16h24min
     Atualizado sábado, dia 7 de maio de 2016 às 16h28min
    Divulgação

    O dólar opera em queda nesta quinta-feira (5), em sessão novamente marcada pela ausência do Banco Central no mercado de câmbio, após ter recuado na véspera e fechado no valor de R$ 3,54. Às 9h30, a moeda norte-americana opera em queda de 0,69%, vendida a R$ 3,5155.

    De acordo com a Reuters, de uma maneira geral, analistas consideram que a tendência para o dólar permanece de desvalorização frente ao real em meio às expectativas de mudança de governo com o avanço do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

    Na véspera, o relator do pedido de impeachment, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresentou parecer favorável à abertura do processo contra a presidente Dilma, como esperado, desclassificando as alegações de que o processo se trata de um golpe.

    Nesta quinta-feira, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki afastou Eduardo Cunha (PMDB-RJ) do mandato de deputado federal e, consequentemente, da presidência da Câmara em decisão liminar.

    Perspectivas

    Pesquisa da Reuters mostrou que o dólar deve ficar abaixo de R$ 4 e não deve voltar a bater recordes contra moedas de países emergentes neste ano, inclusive no Brasil, após a forte queda dos primeiros meses de 2016 em meio a dúvidas sobre o aumento dos juros nos Estados Unidos.

    Últimos pregões

    Na véspera, o dólar caiu 0,87%, a R$ 3,54, após acumular alta de 3,81% nos dois pregões passados. Na semana e no mês, o dólar acumula alta de 2,9%. No ano, porém, a desvalorização frente ao real é de 10,34%.

    Atuação do Banco Central

    Até o momento, o BC não anunciou para esta sessão leilão de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólares. Caso fique de fora, será a segunda sessão seguida, após voltar ao mercado quando o dólar chegou a fechar abaixo de R$ 3,45.

    Após as recentes valorizações, que levaram o dólar a fechar no patamar de R$ 3,57 na terça, o BC não realizou na quarta-feira leilão de swap cambial reverso, equivalente à compra futura de dólar. A percepção de muitos operadores, ainda de acordo com a Reuters, é que o BC não quer o dólar abaixo de R$ 3,50 não prejudicar as exportações brasileiras e estaria confortávelcom o atual nível.

    G1