Já sacou seu Pis de 2014? São R$ 880!

    Trabalhadores têm até 30 de junho para sacar valor referente a um salário mínimo. No RS, 175,6 mil pessoas não retiraram o benefício.

    (Foto: Kátia Nascimento / Agencia RBS)

    Que tal botar no bolso R$ 880 limpos, sem descontos? Pois esse dinheiro pode estar esperando por você. É o abono salarial do Pis/Pasep, equivalente a um salário mínimo (R$ 880), que é direito dos trabalhadores cadastrados nesses programas há pelo menos cinco anos e com remuneração mensal média de até dois salários mínimos (R$ 1.760) no ano-base do benefício, que é 2014. O calendário de pagamento para o ano-base 2015 ainda não está definido.

    Só que mais de 2,4 milhões de trabalhadores ainda não sacaram esse abono, o que representa 11% dos beneficiados do Brasil. Somente no Rio Grande do Sul, 175.607 mil assalariados estão fazendo pouco caso para o dinheiro extra em plena crise econômica.

    O que é o Pis/Pasep

    —  O Programa de Integração Social (Pis) e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) são contribuições sociais de natureza tributária, devidas pelas pessoas jurídicas, com objetivo de financiar o pagamento do seguro-desemprego e abono salarial. O Pis é destinado aos funcionários de empresas privadas, e o Pasep é para os servidores públicos.

    Para ter direito ao abono salarial

    —  É preciso estar cadastrado no Pis há pelo menos cinco anos.

    —  Ter recebido remuneração mensal de até dois salários mínimos (R$ 1.760) durante o ano-base (2014).

    —  Ter exercido atividade remunerada por, pelo menos, 30 dias no ano-base.

    —  O abono equivale a um salário mínimo, vigente na data de pagamento (R$ 880).

    Como receber com Cartão Cidadão

    —  Com o Cartão do Cidadão e senha cadastrada, é possível receber diretamente nos terminais de autoatendimento da Caixa, nas Lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui.

    Como receber sem Cartão Cidadão

    —  O valor pode ser recebido em qualquer agência da Caixa com a apresentação de um documento de identificação.

    —  Você deve apresentar um dos seguintes documentos: carteira de identidade, carteira de habilitação, carteira funcional reconhecida por decreto, identidade militar, carteira de identidade de estrangeiros, passaporte ou carteira de trabalho.

    Até quando retirar

    —  O saque deve ser feito até 30 de junho.

    Caso não haja o saque

    —  O recurso retorna para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (Fat). O valor não acumula para o ano seguinte.

    Mais informações 

    — Atendimento Caixa ao Cidadão: 0800-726-0207

    — Vá à agência da Caixa mais próxima.

    Diário Gaúcho