RS intensificará campanha de vacinação após mortes por gripe A

    A campanha de vacinação, que começaria no dia 30, será antecipada para 25 de abril

    O governo vai intensificar a campanha de vacinação contra a gripe este ano após a confirmação de duas mortes nesse domingo (3). O secretário estadual da Saúde, João Gabbardo, ressaltou que os casos de gripe A deste ano são mais graves em relação aos de 2015. A campanha de vacinação, que começaria no dia 30, será antecipada para 25 de abril. A vacina é produzida pelo Instituto Butantã, em São Paulo, e protegerá contra três tipos de vírus.

    Vacinas da gripe aplicadas em clínicas de Porto Alegre já estão atualizadas para 2016

    As duas mortes anunciadas no domingo são de um menino asmático, de sete anos, morador da Lomba do Pinheiro que estava internado no Hospital Presidente Vargas, em Porto Alegre, e um homem de 35 anos, que tinha uma doença que afeta a imunidade. Ele recebeu atendimento no Bairro Restinga e foi transferido para o Grupo Hospitalar Conceição, onde morreu.

    O secretário João Gabbardo explica que o registro de mortes por H1N1 registrados em São Paulo e Santa Catrina preocupam. “Os casos vem sendo registrados antes da chegada do inverno e ninguém entende o motivo, isso é preocupante. Além disso, antecipando uma semana, as pessoas poderão estar imunizadas antes do inverno”, destaca.

    As primeiras doses que chegarem ao Estado serão distribuídas para os locais mais distantes, segundo Gabbardo. As autoridades reiteram que faz parte da prevenção não andar em locais com grande concentração de pessoas se estiver gripado, colocar o braço e não as mãos na boca ao espirrar, e lavar as mãos com frequência.

    O Estado espera receber, até o dia 15, 40% das 3,6 milhões de doses que devem ser encaminhadas pelo Ministério da Saúde. O secretário garante, que até o dia 30, dia D de mobilização nacional, uma nova remessa da vacina deve chegar, garantindo que haja doses suficientes para atender à demanda.

    A campanha de vacinação vai até 20 de maio. São mais de 3,5 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários e receberão as doses gratuitamente nos postos de saúde.

    GAÚCHA


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009