Brasil registra quase 500 mil casos de dengue em 2016

    18/março/2016 às 00h00min
     Atualizado sexta-feira, dia 18 de março de 2016 às 00h00min
    56ec58c6.jpg

    O Brasil já registrou 495.266 casos de dengue em 2016 até o início de março, o que representa um aumento de quase 50% em relação ao número de casos registrados no mesmo período de 2015, ano que teve a maior epidemia de dengue da história.

    O dado foi anunciado nesta sexta-feira (18) pelo diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, durante evento no Instituto de Infectologia Emilio Ribas, em São Paulo.

    Maierovitch manifestou preocupação com a frequência de grandes epidemias observada nos últimos anos. "No ano passado, tivemos a maior epidemia de dengue da nossa história. Nós tínhamos tido, antes desta, a maior epidemia em 2013. Temos ficado espantados com o aumento da frequência das grandes epidemias. Ele acrescentou que, "ao longo dos 30 anos em que a dengue é endêmica no Brasil, uma grande epidemia era, em geral, seguida por um período de maior tranquilidade, o que não vem acontecendo nesta década.

    Segundo o especialista, Minas Gerais é o estado com maior número de casos de dengue este ano, seguido por São Paulo. "Minas Gerais é o estado que, aparentemente, vai dar muito trabalho este ano em relação à dengue."

    O boletim epidemiológico mais recente divulgado pelo Ministério da Saúde no início de março falava em 170.103 casos até 6 de fevereiro. Ou seja: foram 325.163 novas notificações em um período de cerca de um mês.

    Chikungunya

    Maierovitch também falou sobre o número de notificações de chikungunya: em 2016, já foram 6.353 notificações, das quais 550 foram confirmadas por exames. Em todo o ano passado, foram 28.699 casos.

    "Neste ano, já temos visto chikungunya em uma quantidade de lugares muito maior, atingindo municípios grandes, levantando o temor de que aquilo que imaginávamos que iria acontecer há dois anos atrás — que foi o que aconteceu na América Central e no Caribe, uma epidemia explosiva de chikungunya — venha a acontecer este ano no Brasil."

    Sobre o vírus da zika, o Ministério da Saúde não tem divulgado, até o momento, o número total de notificações no país. Segundo a pasta, 23 unidades da federação já tem circulação do vírus: Goiás, Minas Gerais, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Sergipe, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná.

    Fonte: G1
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br