Jovem poeta de Dom Pedrito vem se destacando nos festivais do RS

    56e71dc3.jpg

    O poeta pedritense Matheus Costa Borges, de apenas 21 anos de idade, vem se destacando no cenário dos festivais nativistas do Rio Grande do Sul. Costa iniciou a compor com apenas 12 anos e, atualmente, vive o seu auge, conquistando premiações por onde passa e ganhando o devido reconhecimento no cenário de festivais do Estado.

    A premiação mais recente foi conquistada neste domingo  (14), quando a música "Nos Dias Calmos da Estância", escrita por Matheus e musicada por Maicon Oliveira, com interpretação de Ricardo Bergha, foi premiada com o 2º lugar do 32º Reponte da Canção, em São Lourenço do Sul. Mas, antes disso, no dia 4 da semana passada, Matheus foi campeão do 14º Bivaque da Poesia Gaúcha, com o poema “Relato da Nazarena”. O festival foi realizado na cidade de Campo Bom. Já o poema o “Livro do Coração”, também escrito pelo poeta, conquistou o 3º lugar no Esteio da Poesia, realizado na cidade de Esteio, no dia 27 de fevereiro.

    Matheus revela que suas maiores referências da música regional são: Jayme Caetano Braum, Aureliano de Fiugueiredo Pinto, Guido Moraes, Aparício Silva Rillo e Gujo Teixeira. Já em âmbito nacional, o poeta busca se inspirar em Chico Buarque e Vinicius de Moraes que, segundo ele, são grandes influências para qualquer gosto.

    O poeta ainda destaca que essa nova etapa tem sido de grande felicidade e aprendizado para ele. “O prêmio em si, com certeza, é gratificante; mas muito mais que isso, o que dá mais retorno é o gosto de receber a aceitação e o carinho do público com a arte que fazemos. E poder conviver, compor e firmar amizade com tantos nomes da música que há alguns anos atrás apenas acompanhava de longe suas apresentações nos palcos, é muito significativo pra mim”, ressalta Matheus que, com certeza, será mais um filho de Dom Pedrito que irá orgulhar e representar a sua terra por onde passar.

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br