Governo federal inicia força-tarefa após manifestações de domingo

    56e70a0c.jpg

    O governo federal inicia nesta segunda-feira (14) uma força-tarefa após as manifestações e corre contra o tempo. A estratégia do Planalto depois de um domingo com milhões de pessoas nas ruas pedindo a saída de Dilma Rousseff, é angariar votos da base para barrar o processo de impeachment antes que ele chegue ao Senado. Na manhã de hoje, a presidente se reuniu com ministros e líderes do governo no Congresso para analisar o impacto dos protestos.

    A Câmara dos deputados é o foco do governo a partir de agora. Em reunião marcada para hoje à noite, ministros vão pressionar a bancada do PT para que garanta 172 votos em plenário, número necessário para rejeitar o processo de impeachment e barrá-lo antes que chegue às mãos dos senadores.

    Até semana passada, governistas tinham mais certeza da força da base, mas depois dos protestos, o risco ficou maior. Isso culminou com as manifestações a convenção do PMDB, que só não anunciou seu desembarque do governo Dilma devido ao apelo do vice Michel Temer, que pediu mais tempo.

    Na próxima quarta-feira, ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) devem julgar recursos ao rito de impeachment. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pressionado pela posição, deve dar andamento aos prazos da comissão que analisará o pedido assim que sair a decisão da suprema corte.

    Fonte: RBS Brasília
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br