Inflação recua em Porto Alegre no mês de fevereiro

    9/março/2016 às 00h00min
     Atualizado quarta-feira, dia 9 de março de 2016 às 00h00min
    56e06602.jpg

    A inflação brasileira de fevereiro recuou na comparação com janeiro. Ainda assim, a variação ficou positiva em 0,90%. No acumulado do ano, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) chega a 2,18%, inferior aos 2,48% acumulados no mesmo período de 2015. Em 12 meses, a alta é de 10,36%. Em Porto Alegre, a inflação de fevereiro foi de 0,97%, menos do que em janeiro quando ficou em 1,56%, acumulando alta de 11,45% em um ano.

    O que mais subiu no período foram os gastos com educação, que atingiu inflação de 5,90%, muito em função do período de compra de materiais escolares e de reajuste de mensalidades. Em fevereiro, os preços dos alimentos (1,06%) continuaram subindo, embora com menos força do que em janeiro (2,28%). Os principais produtos em alta foram a cenoura (23,79%) e a farinha de mandioca (11,40%).

    As contas de energia elétrica tiveram queda de 2,16% e gastos com habitação recuaram 0,15%. A redução no valor da bandeira tarifária vermelha é o principal motivo. O IBGE também divulgou o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que apresentou variação de 0,95% em fevereiro, e foi menor que o de janeiro de 1,51%.

    Saiu também nesta quarta-feira (09) a inflação nas capitais. Seis das sete cidades pesquisadas tiveram queda na última semana. Em Porto Alegre, o índice recuou e ficou em 0,67%. Os preços que mais baixaram foram de tarifa de energia, tomate, carne moída, material para reparos em residência e bijuterias. Influências positivas na inflação semanal para taxa de água e esgoto, tarifa de telefone móvel, plano de saúde, móveis e gastos com viagem.

    Fonte: Clic RBS
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br