Testemunhas de acusação estão sendo ouvidas no júri do caso Mersinho

    56de21eb.jpg

    Desde às 23h30 de domingo (07), as primeiras pessoas já chegavam em frente ao Fórum local para garantir lugar no júri popular do caso Mersinho. Durante a madrugada desta segunda-feira (09), inúmeras pessoas ainda chegavam até que, por volta das 7h30, as 39 vagas haviam sido preenchidas. 

    Primeiramente aconteceu o processo de sorteio dos jurados. Então, o júri iniciou somente por volta das 11h, quando a primeira testemunha de acusação falou sobre o crime. 

    Importante ressaltar que as testemunhas optaram por não depor em frente aos réus, pedido este que foi contestado pela defesa, mas que foi aceito pelo juíz Luís Filipe Lemos de Almeida. 

    A testemunha relatou como foi o crime e ainda revelou que recebeu proposta, em dinheiro, da esposa de um dos réus para retirar a acusação. 

    Após o depoimento da primeira testemunha, o júri teve uma pausa para o almoço e retornou às 14h40, quando a segunda testemunha de acusação começou a ser ouvida.

    Setor de Jornalismo Qwerty: portal@qwerty.com.br