Padrasto acusado de estuprar a enteada autista comparece à Delegacia de Polícia e é recolhido ao Presídio

    2/março/2016 às 00h00min
     Atualizado terça-feira, dia 17 de maio de 2016 às 10h18min
    56d74a8a.jpg

    Reginaldo Gomes Gomes, 42 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (02), após se apresentar à Delegacia de Polícia com seu advogado. Ele é acusado pela Polícia de praticar um estupro contra uma jovem autista de 21 anos de idade.

    O delegado Cristiano Ritta relata que, no início da tarde de hoje, o Poder Judiciário decretou a prisão preventiva de Reginaldo, que chegou à delegacia logo depois, onde foi ouvido e preso.

    Ritta ainda revelou que o indiciado assistiu ao vídeo em que aparece cometendo o estupro e que, após ver as imagens, o mesmo tentou diminuir a gravidade do fato, alegando que não houve a consumação do estupro – fato este contrariado pelo delegado.

    “É estupro de vulnerável, é crime hediondo. O Reginaldo até tenta diminuir a gravidade do fato, mas só quem pode diminuir ou não é a legislação. O que ele fez é um crime que choca muito”, declarou o delegado, revelando que o indivíduo ainda disse que bebeu e não sabe o porquê de ter praticado o crime.

    Gomes foi recolhido ao Presídio Estadual de Dom Pedrito, onde está à disposição da Justiça. Nos próximos dias a Polícia Civil irá encerrar o inquérito e remetê-lo ao Poder Judiciário.

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br