Contraponto: secretária de Educação fala sobre situação da Escola Alexandre Vieira

    56d766bb.jpg

    Após divulgarmos, na tarde desta terça-feira (1º), uma notícia que mostrava as dificuldades que a Escola Municipal de Ensino Fundamental Alexandre Vieira estava passando, a secretária de Educação do município, Gerusa Franco Severo, decidiu dar o contraponto e concedeu entrevista à nossa reportagem na manhã de hoje (02).

    Ela disse que ficou bastante decepcionada com a diretora Rosele Correa pois, segundo a secretária, a diretora sabia dos problemas e que a Secretaria Municipal de Educação está trabalhando para resolvê-los e que, de maneira alguma, a escola está passando por uma desatenção.

    “Limpamos o entorno da escola e, realmente, naquela parte dos fundos não foi feita a limpeza, porque a máquina do senhor que presta serviços aqui para a SMEC não é adequada para aquele tipo de roçada”, explicou a secretária, reconhecendo que a situação das cobras é um problema antigo, devido também ao lugar onde a escola fica localizada.

    Quanto a pintura da escola, a secretária disse que a instituição teve sua área externa pintada em 2012. “Todas as escolas estão com uma grande necessidade de pintura. As grandes prioridades desse ano foram as áreas internas das escolas infantis. Ainda disse para as diretoras, há uma semana, quando tivemos reunião: vamos comprar as tintas e vamos pintar durante o ano o que der, pois só temos dois pintores”, esclarece a secretária.

    Gerusa disse que ficou surpresa ao ler a reclamação da diretora que lamentava que possui 18 ventiladores que não podem ser instalados pelo motivo da fiação não ser adequada para suportar a carga elétrica exigida pelos aparelhos.

    “Na reunião com todas as diretoras de escolas de ensino infantil e fundamental, falei que neste ano vamos dar prioridade para um projeto de instalações elétricas na escola Alexandre Vieira. O projeto está pronto. Vamos enviar para a Câmara de Vereadores para suplementação e quando voltar de lá vamos encaminhar para licitação. Ela (a diretora) sabia de tudo isso”, afirma Gerusa. 

    Setor de jornlaismo: portal@qwerty.com.br