Cabo de Fibra Óptica da Noruega chega a Manaus

    56d057f2.jpg

    Manaus (AM) – Após 37 dias de navegação ininterrupta pelo Mar do Norte, pelo Oceano Atlântico e pelo Rio Amazonas, o Navio Layla atracou, na manhã de segunda-feira, dia 15 de fevereiro, em Manaus, trazendo 390 toneladas de cabo de fibra óptica, para a continuidade do Programa Amazônia Conectada.

    O Comandante Militar da Amazônia compareceu aos Super Terminais de descarga do Porto de Chibatão, para acompanhar os trabalhos de transbordo do material. O pareamento da embarcação de lançamento com o navio que trouxe o cabo durou aproximadamente quatro horas.

    Os 275 km de cabo serão lançados no trecho entre as cidades de Coari e Tefé, que fazem parte do Programa.

    O Amazônia Conectada teve seu lançamento em 2015, no Comando Militar da Amazônia (CMA), e seu principal objetivo é ligar, com Internet banda larga, toda a Amazônia Ocidental à Capital do Estado do Amazonas e, consequentemente, ao restante do Brasil. "Com a fibra ótica, inúmeras vantagens surgirão, tanto para nós militares, que somos responsáveis pela manutenção da segurança nas fronteiras, como também para a população civil, que terá acesso a serviços como educação a distância, expansão e melhoria das pesquisas do nosso Pró-Amazônia e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), além de promover a inclusão digital das populações ribeirinhas e dos povos indígenas", comentou o Comandante Militar da Amazônia, General de Exército Guilherme Cals Theophilo Gaspar de Oliveira.
     
    Programa Amazônia Conectada

    O Projeto do Exército tem por objetivo levar fibra ótica para interior do Amazonas, possibilitando a oferta, à população do interior do Estado, de uma série de serviços de rede de dados com a mesma qualidade da Capital (Manaus), como a Internet, Telemedicina, a Universidade à distância, a interconexão entre Saúde, a Segurança pública, além de Trânsito e Turismo.

    Fonte: Agência Verde Oliva
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br