Pequeno Bernardo precisa de doação para fazer cirurgia no coração

    23/fevereiro/2016 às 00h00min
     Atualizado terça-feira, dia 23 de fevereiro de 2016 às 00h00min
    56cca7ba.jpg

    Com 33 semanas de gestação, Juliana Meneses, 30 anos, deu à luz Bernardo Meneses Cavalheiro. Isso ocasionou um problema de ligação entre o coração e o pulmão do bebê – hoje com 1 ano e 18 dias -, o que tem gerado hipertensões pulmonares. As informações são do Jornal Folha do Sul.  

    A solução seria o fechamento do canal que liga ambos os órgãos, pelo procedimento de cateterismo. Para tanto, será necessário um investimento de R$ 48,7 mil. O único local no Rio Grande do Sul que realiza a cirurgia é o Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre. Devido ao alto custo, o pai Maicon Cavalheiro, 30 anos, e a mãe Juliana lançaram uma campanha de arrecadação para bancar as despesas. A família reside na rua Monteiro Alves, 707, centro.

    Cavalheiro conta que, num primeiro momento, procurou o Sistema Único de Saúde (SUS), porém o único método utilizado pelo serviço público é o corte. “Teriam que deslocar o pulmão e a costela dele. O tempo de recuperação seria de seis meses. Pelo pouco tempo de vida, Bernardo iria sofrer muito. Sem falar que a fila para atendimento é muito longa”, afirma.

    Devido essas circunstâncias, a família optou pelo atendimento privado. Juliana comenta que a principal vantagem é que o tempo de recuperação reduziria para um mês. “Precisamos urgentemente. O coração dele está grande, e ele se encontra com dificuldade para ganhar peso”, ressalta.

    Como colaborar

    Agência 4 675 – Caixa Econômica Federal – Conta: 01300000089-6

    Contato: 99338225 (Juliana) e 99923784 (Maicon)

    Fonte: Jornal Folha do Sul
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br