Estado quita parcela da dívida com União e tem contas desbloqueadas

    12/fevereiro/2016 às 00h00min
     Atualizado sexta-feira, dia 12 de fevereiro de 2016 às 00h00min
    56bdd87f.jpg

    A parcela do mês de janeiro da dívida do Rio Grande do Sul com a União foi paga nesta quinta-feira. Os R$ 124,7 milhões foram pagos com a arrecadação de ICMS de combustíveis, energia elétrica e telecomunicações. Antes as contas estavam bloqueadas pela sétima vez em oito meses.

    A Secretaria da Fazenda agora programa pagamento de outras contas, que totalizam R$ 237 milhões, incluindo repasse de R$ 95,9 milhões à Secretaria de Saúde para despesa com hospitais, fornecedores e repasses do município.

    De acordo com a Fazenda estadual, depois de quitar a folha salarial da administração direta, no dia 29 de janeiro, houve dificuldades para pagar os salários de servidores ligados a autarquias no dia 3 de fevereiro, bem como prêmios de férias erepasses para empresas terceirizadas, como as que fazem segurança em prédios públicos.

    O Executivo ainda destaca que terá que repassar R$ 123 milhões ao Banrisul para cobrir consignações bancárias ainda nesta semana, além de reconhecer dívidas de R$ 600 milhões com fornecedores, prefeituras e hospitais.

    Prefeituras

    A parcela de R$ 12 milhões que deveria ter sido depositada pelo Piratini nas contas das prefeituras não foi paga e ainda não tem data para ocorrer. O valor integra oacordo fechado entre o governador José Ivo Sartori e prefeitos, de repassar R$ 291 milhões em 24 parcelas. O acerto foi definido em dezembro de 2015.

    Bloqueio das contas

    O valor total da parcela em atraso é R$ 275,7 milhões. Para chegar ao montante, a União reteve R$ 85,8 milhões repasses do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e bloqueou outros R$ 68,2 milhões que já estavam na conta do governo gaúcho. Novas entradas de tributos devem cobrir os R$ 124,7 milhões restantes.

    Fonte: gaucha.clicrbs.com.br
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br