GOE prende seis pessoas durante ação no bairro Promorar

    56bab7ae.jpg

    Por volta das 20h da noite de ontem (09), o Grupo de Operações Especiais (GOE) da Brigada Militar, estava em patrulhamento pela rua Major Alencastro, bairro José Tude de Godoy – Promorar, quando avistaram alguns indivíduos manuseando objetos metálicos.

    Eles dispensaram os objetos e tentaram fugir, mas os policiais foram mais rápidos e acabaram prendendo os suspeitos. Logo depois, os PMs encontraram uma soqueira e um canivete, como sendo o material que os indivíduos jogaram no chão.

    De acordo com relato dos PMs, após a prisão dos elementos, três moradores saíram para fora da casa e começaram a desacatar a guarnição, chamando os policiais de “chinelos” e dizendo que “a guarnição estaria cometendo um abuso de autoridade e que não podia invadir o pátio deles”. Os três foram presos por desacato, mas resistiram a prisão.

    Devido ao número de pessoas presas, o GOE teve que solicitar reforço das outras duas viaturas que prestaram apoio e prenderam os outros indivíduos que tentaram resistir a prisão. No total, foram seis presos – cinco homens e uma mulher. Todos foram encaminhados à Delegacia de Polícia.

    Chegando na DP, a irmã de um dos presos desacatou os policiais. Ela questionava se a guarnição poderia ter entrado ou não na residência. Foi então que os policiais tentaram explicar para ela que, desde que haja a situação de flagrante delito, a polícia não precisa de autorização para entrar na casa, mas a mulher seguiu desacatando os policiais. Ela também tentou dar um pontapé em um policial do GOE e acabou sendo detida por desacato. 

    Além da soqueira e do canivete, um celular, alguns cigarros de maconha e uma pequena porção de cocaína também foram apreendidos. Devido a pouca materialidade apreendida, a delegada decidiu que fosse efetuado apenas registro simples para todos os envolvidos, que logo depois foram liberados.

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br