Câmeras de vídeo monitoramento estão prontas para instalação e agora só depende do poder público

    56b0ec47.jpg

    As câmeras de vídeo monitoramento chegaram nesta semana e agora só depende da prefeitura agilizar o processo burocrático para que os postes sejam colocados e os equipamentos sejam instalados. As câmeras são oriundas de uma parceria entre Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e Qwerty Telecom. Os equipamentos serão instalados na Avenida Barão do Upacaraí, esquina com a rua José Bonifácio e na Rua 21 de Abril, esquina com a rua Moreira César.

    A central ficará localizada no Esquadrão da Brigada Militar, que já está passando por uma adequação – também bancada por empresas privadas – para sediar a central de monitoramento. O piso está sendo trocado, uma porta nova e bancada para os equipamentos serão colocadas, além de películas nos vidros. O projeto também contempla a instalação de um interfone e câmeras para o esquadrão.

    “Só dependemos da prefeitura para dar as licenças para colocarmos os postes e fazermos a instalação”, diz Oberti Bellifel, presidente da CDL.

    Vale ressaltar que a prefeitura não precisará arcar com nenhum custo para a colocação das câmeras. O poder público está encarregado de criar uma lei de regulamentação das câmeras de vídeo monitoramento, e o convênio com a Secretaria de Segurança Pública. A administração das mesmas será feita pelo órgão público. É importante ressaltar que as empresas estão fazendo uma doação espontânea à comunidade de Dom Pedrito e, de maneira nenhuma, querem interferir nesta gestão.

    As empresas que estão patrocinando a recuperação da sala do esquadrão da Brigada Militar são: Automania; Oliva – Artefatos em Ferro; MV Pharma; Atis Imobiliária; Casa das Baterias; Espaço Movelaria; Afirma Segurança Eletrônica.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br