Dom Pedrito – Entenda a situação dos dois meninos atropelados na cidade

    14/janeiro/2016 às 00h00min
     Atualizado quinta-feira, dia 14 de janeiro de 2016 às 00h00min
    5697e493.jpg

    Está havendo uma grande confusão por parte de algumas pessoas, referente a dois atropelamentos de crianças, que foram registrados em um intervalo de cinco dias em Dom Pedrito.

    Na quarta-feira passada, dia 6 de janeiro, um atropelamento acabou fazendo com que o pequeno Abyner, de 6 anos de idade, tivesse que ser removido à Bagé com urgência. Ele necessita de uma intervenção cirúrgica para reconstituição de seu pé.

    Sua família é pobre e necessita da ajuda da comunidade, pois os pais não trabalham desde o dia do acidente – quando foram para a cidade de Bagé – onde permanecem com o filho. Toda e qualquer ajuda será bem recebida pela família. Se você quiser ajudar, entre em contato com Carla Gonçalves, mãe de Abyner, pelo telefone 9704-6679.

    O segundo acidente

    O outro acidente aconteceu no final da tarde de segunda-feira (11), na Rua Júlio de Castilhos – em frente ao Sacolão das Frutas – quando o menino Pedro Henrique, 8 anos, foi atravessar a rua e não viu uma caminhonete L200 Triton que estava cruzando pela via. 

    O motorista da caminhonete que acabou se envolvendo no acidente com o menino, identificado como Eduardo, entrou em contato com nossa reportagem para esclarecer algumas informações publicadas na matéria anterior:

    “Tenho acompanhado a família da criança desde o primeiro momento – inclusive fiquei no Pronto Socorro até às 22h daquele dia quando se conseguiu um leito e um neurologista em Pelotas. Tenho mantido contato diário com os pais do menino, Cristiane e Alexandre. Ele está em plena recuperação, não teve fratura na perna nem traumatismo ou hemorragia na cabeça. Graças a Deus, está acordado, consciente e se alimentando. Provavelmente amanhã terá alta do hospital em Pelotas e voltará para Dom Pedrito”, disse o motorista.

    “Acredito que está havendo uma pequena confusão em relação a este acidente e o acidente ocorrido na quarta da semana passada, cujo menino de 6 anos está em Bagé e necessita de intervenção cirúrgica – conforme pude ler na notícia. As pessoas estão confundindo as notícias, pois infelizmente foram casos parecidos e envolvendo crianças”, esclareceu Eduardo.

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br