Dom Pedrito – Três assaltantes fazem família refém e roubam diversos pertences da residência, inclusive uma caminhonete Hilux

    10/janeiro/2016 às 00h00min
     Atualizado domingo, dia 10 de janeiro de 2016 às 00h00min
    5692a6ab.jpg

    Um casal foi mantido como refém por cerca de duas horas enquanto sua casa era assaltada no final da noite de ontem (09). O assalto iniciou por volta das 23h, quando o casal estava chegando em casa e foi surpreendido por três homens armados que estavam escondidos atrás de um muro à espera do casal. Os bandidos estavam com meias na cabeça e luvas para não deixar as digitais pelos locais onde passavam.

    No momento que a senhora entrou na casa, um dos bandidos a calçou com um revólver, lhe puxando pelos cabelos e anunciando o assalto. O seu esposo também foi rendido e ambos foram conduzidos para dentro da residência, onde ele permaneceu amarrado enquanto os homens reviraram o local, roubando dinheiro e diversos objetos da casa.

    Em entrevista à nossa reportagem, a mulher revelou que o momento em que ela sentiu mais medo foi quando os assaltantes ameaçaram levar ela e seu esposo como reféns, caso não conseguissem o que queriam – o que felizmente não ocorreu, acrescentando que em dado momento um dos homens inclusive permitiu que ela tomasse um medicamento para sua pressão. Na saída da residência, os bandidos também acabaram roubando a caminhonete do casal, uma Toyota Hilux, além de munições de calibres 22 e 44, uma pistola e uma arma de pressão.

    As vítimas acreditam que os assaltantes fugiram em direção ao município de Santana do Livramento, pois os mesmos saíram em direção a BR-293 e dobraram no sentido de Livramento. O fato foi registrado em um boletim de ocorrência e a Polícia irá investigar o caso a fim de identificar os criminosos e recuperar os pertences roubados. Tudo indica que os assaltantes já vinham monitorando os horários do casal. 

    Fica o alerta para que as pessoas fiquem mais atentas ao chegar em casa, pois infelizmente a violência em Dom Pedrito não para de crescer, mesmo com um grande trabalho feito por parte das polícias civil e militar. 

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br