Dom Pedrito – Motorista do Astra dá sua versão sobre acidente na Barão do Upacaraí

    56893c0d.jpg

    Nesta manhã (03), Joyce de Quadros, motorista do veículo Astra envolvido no acidente de ontem a noite, procurou nossa reportagem a fim de se manifestar e dar a sua versão sobre o acidente de trânsito ocorrido na noite de ontem (02), nos cruzamentos das ruas Barão do Upacaraí e Ministro Demétrio Mércio Xavier.

    O motociclista teria dito que Joyce não havia sinalizado que iria fazer a conversão à esquerda, e que com o impacto ele teria “voado” por cima do capô do carro. A motorista do carro contestou as afirmações do condutor da moto e disse que ela sinalizou que iria fazer a conversão, mas o jovem não viu. Tanto que, segundo ela, o pisca ficou ligado até a chegada do guincho. Segundo Joyce, o capô do carro não está amassado. Isso mostra que ele não “voou” por cima do capô como em primeiro momento havia sido dito.

    Ela ainda conta que, "a Brigada Militar foi chamada, mas não compareceu no local porque as viaturas estavam em outra ocorrência. "Nós também chamamos o Samu para atender o motociclista. Ele só se preocupava em tirar a moto de baixo do carro e sair do local, pois ele era militar do Exército".

     Joyce e seu irmão, Cristiano Cassuriaga, ainda disseram que levariam a motocicleta do jovem até o guincho, já que as partes tinham se acertado, mas o jovem também recusou. “Também convidamos ele (motociclista) para ir até a Brigada Militar registrar o acidente, mas ele também não quis. Prestamos todo o apoio para ele, mas ficamos bastante decepcionados com a atitude dele, pois lá no local ele disse que ambos estavam errados – eu por não ver ele e ele por não ver que eu tinha dado o pisca –”, finalizou. 

    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br