Dom Pedrito – Médicos da Santa Casa podem suspender serviço de sobreaviso por não pagamento da prefeitura; entenda

    56892964.jpg

    Vinha sendo divulgado na imprensa pedritense que os médicos que atuam na Santa Casa de Caridade de Dom Pedrito e que atendem as especialidades de Pediatria, Obstetrícia e Cirurgia Geral, deixariam de prestar o sobreaviso a partir da meia-noite de sexta-feira, 1º de janeiro. A informação era do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS).

    De acordo com o Sindicato, a interrupção decorre de ausência da proposta da Administração da Santa Casa para remunerar adequadamente o sobreaviso médico. A suspensão havia sido comunicada há 30 dias, mas a administração da Santa Casa teria se limitado a afirmar que "não tem certeza da manutenção dos incentivos municipais para a realização dos plantões".

    Em entrevista, o provedor da Santa Casa, Luiz Carlos Moraes Costa, disse que acertou com os médicos para os mesmos atenderem até a próxima terça-feira (05). "Isso era um acordo feito com a administração do município. A verba que seria destinada para o pagamento do sobreaviso era de R$ 62 mil, mas eles acabaram cortando R$ 22 mil dessa verba – o que não foi aceito pelos médicos. Fiz um acordo com os médicos para eles trabalharem até terça-feira, até que o prefeito resolva essa questão", explicou Moraes.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br