Dom Pedrito – Mulher dada como morta desde o nascimento tenta provar na Justiça que está viva

    55a982d8.jpg

    Maria da Silva Moura, de 68 anos de idade, está há mais de três anos brigando na Justiça para provar que está viva e encaminhar sua aposentadoria. Ela é moradora do bairro Promorar e foi descobrir que era dada como morta com 65 anos de idade, quando decidiu se aposentar. 

    Veja a reportagem especial na terceira edição do Jornal Digital da Qwerty.