Dom Pedrito – Integrante da Gangue do São Gregório é preso em flagrante pelo GOE

    22/maio/2015 às 00h00min
     Atualizado sexta-feira, dia 22 de maio de 2015 às 00h00min
    555f2469.jpg

    O Grupo de Operações Especiais (GOE) da Brigada Militar, prendeu em flagrante na noite desta quinta-feira (21), Luiz Fernando Pires Madruga, vulgo Nandinho, de 20 anos de idade. O jovem, que segundo a Polícia é um dos integrantes da Gangue do São Gregório, foi preso por volta das 20h30 e é acusado de disparo e porte ilegal de arma de fogo.

    Segundo boletim de ocorrência, a guarnição do GOE estava em patrulhamento de rotina quando foi acionada via sala de operações para se deslocar no bairro José Tude de Godoy (Promorar). A informação era de que dois indivíduos estariam em uma motocicleta Honda Bros, cor branca, e teriam efetuado disparos de arma de fogo num grupo de indivíduos que estavam em uma residência situada em frente à Escola José Tude de Godoy. Os policiais foram informados que após os disparos os atiradores teriam fugido em direção ao Bairro São Gregório, pela Rua Coronel Longuinho. 

    De acordo com o registro policial, o GOE efetuou diligências e localizou a dupla no cruzamento da Rua Coronel Longuinho com a Avenida Rio Branco. Luis Fernando estava no carona da moto que era conduzida por um homem de 26 anos. Ainda conforme registro, ao avistarem a guarnição e receberem voz de parada, os indivíduos empreenderam fuga em uma rua de grande fluxo de veículos e de pessoas, quando minutos depois desistiram e acabaram parando. 

    Consta no registro de ocorrência, que no momento que a motocicleta em que Nandinho estava parou, o mesmo levou a mão na cintura, sacou um revólver calibre 22 e logo após jogou a arma no chão. Foi dada voz de prisão para Luis Fernando, que foi conduzido ao Pronto Socorro para a realização de exames e lá no local ele admitiu ser o dono da arma e o autor dos disparos. Ao efetuar uma vistoria no revólver, foi constatado que havia sete cartuchos, cindo deflagrados e dois falhados. 

    O delegado Cristiano Ribeiro Ritta deu voz de prisão em flagrante para Nandinho, que responderá por disparo de arma de fogo e porte ilegal de arma de fogo. Já o condutor da motocicleta foi autuado por direção perigosa e teve sua moto recolhida administrativamente ao Depósito de Veículos. Logo após prestar depoimento, o motociclista da moto e comparsa do acusado foi liberado. Nandinho foi recolhido ao Presídio Estadual de Dom Pedrito, onde está à disposição da Justiça. 

    Vale lembrar que ele já é um velho conhecido da polícia e responde um processo pelo crime de homicídio, ocorrido no ano de 2013, quando ele e mais quatro indivíduos teriam matado o jovem Junior Machado Vellozo, 18 anos.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br