Dom Pedrito – Câmara e Prefeitura tinham contas de água trocadas

    555cc8b0.jpg

    Um fato inusitado foi descoberto, por acaso, pelo presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Alberto Rodrigues, poucos dias atrás. Constatado um problema de vazamento de água na Casa do Povo, o presidente requereu os serviços de um encanador da prefeitura, o servidor Roger, que antes de começar seu trabalho tratou de fechar o hidrômetro, que supostamente media o consumo de água na Câmara, localizado bem ao lado do portão de entrada na Casa, pela rua Bernardino Ângelo. Qual a surpresa quando não apenas a água continuou jorrando das torneiras do prédio legislativo, mas também faltou o produto no prédio vizinho, o da prefeitura.

    Logo após, tratou-se de fechar o registro que, pensava-se, era da prefeitura, localizado pela rua Borges de Medeiros, o que ocasionou falta de água na Câmara. Descobriu-se, então, que um poder vinha pagando, ao longo do tempo – não se sabe desde quando -, a conta de água do outro.

    O presidente Alberto tratou, então, de oficiar o prefeito sobre a situação, solicitando "(…) com urgência a transferência das titularidades dos hidrômetros", mencionando os números dos mesmos. Na sequência, o prefeito Lídio Bastos oficiou a Corsan, ratificando o pedido, problema que acabou resolvido.

    Interessante verificar a diferença no consumo entre ambos os prédios. Por exemplo, a fatura que competia à prefeitura, com vencimento em 22/05/15,  e que a Câmara teria, equivocadamente, que pagar, está fixada em R$ 2.326,15, enquanto que a conta da Câmara, que seria paga pela prefeitura, é de apenas R$ 141,05, com vencimento na mesma data.

    Mas, a propósito, o presidente Alberto Rodrigues observa que a fonte pagadora das faturas é o cofre único da prefeitura, o que equivale dizer: a municipalidade não teve qualquer prejuízo com a situação. "Deixo claro, ainda, que isento os presidentes anteriores do Legislativo a respeito dessa troca de faturas, afinal é algo que somente descobrimos por acaso, a partir daquele vazamento de água que tivemos e do fechamento de ambos os registros. Nem temos como saber quando isto começou. O importante é que está tudo resolvido", complementa.

    Por: Silvio Bermann
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br