Dom Pedrito – GOE prende dois integrantes da Vila Argeni após briga entre gangues

    10/maio/2015 às 00h00min
     Atualizado domingo, dia 10 de maio de 2015 às 00h00min
    554f8a99.jpg

    Uma briga entre as gangues da Vila Argeni e do São Gregório nas proximidades do Dom Pedrito Country Clube, fez com que dois jovens de 20 e 13 anos de idade fossem presos pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da Brigada Militar, na madrugada deste domingo (10), por volta das 2h. 

    Segundo boletim de ocorrência, a guarnição recebeu a informação de que na frente do clube havia uma briga de gangues com disparos de arma de fogo. Os policiais relataram que um indivíduo de 20 anos, líder da Gangue da Vila Argeni, teria efetuado um disparo de arma de fogo na frente do clube e que logo após isso teria entregado a arma para um jovem de 13 anos de idade. De acordo com registro, as informações davam conta que o menor de idade teria fugido pela Rua Bernardino Ângelo, parte de trás do clube. 

    De acordo com registro policial, os policiais realizaram buscas no local, procurando o menor que estava de moletom vermelho e localizaram o mesmo nos cruzamentos das Ruas 21 de Abril e Bernardino Ângelo. Ao avistar a guarnição, o jovem empreendeu fuga e em determinado local parou e apontou o revólver já engatilhado aos policiais, que solicitaram que o mesmo largasse a arma no chão. Ele obedeceu e acabou se entregando. 
    O GOE acabou identificando o menor infrator, que confirmou que o revólver Rossi, calibre 22, era de propriedade do indivíduo de 20 anos de idade, líder da gangue. O revólver estava com a numeração raspada, além de cinco munições intactas e uma deflagrada. Ele também disse à Polícia que o maior de idade estaria na frente do Country. A guarnição se deslocou até a frente do clube e localizou o indivíduo, sendo ele reconhecido pelo menor como sendo o dono do revólver. 

    Ambos foram conduzidos ao Pronto Socorro para a realização de exames e à Delegacia de Polícia para registro de ocorrência. A autoridade policial de plantão decidiu que fosse feito boletim de ocorrência por porte ilegal de arma de fogo. O menor foi entregue aos seus responsáveis e o outro indivíduo foi liberado. Dois celulares que estavam com o líder da gangue e a quantia de R$ 240,00 foram apreendidos. 

    Reportagem: Elliézer Garcez e Marcelo Brum
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br