Dom Pedrito – Alma Gaúcha disputará os maiores concursos de dança do estado

    537cdd13.jpg

    O Departamento Cultural Alma Gaúcha (DCAG), está em evidência no cenário de grupos de danças tradicionais há algum tempo. Fátima Dias no ano de 1997, que até então era diretora da Escola Estadual de Ensino Fundamental Coronel Urbano das Chagas, foi uma das idealizadoras do grupo. Nossa reportagem entrevistou o instrutor responsável pelo grupo, Toni Sidi Pereira e também o dançarino da invernada adulta, Diego Rodrigues.

     

    Atualmente o grupo conta com cerca de 100 integrantes, nas categorias pré-mirim, mirim, juvenil e adulta. As categorias de base, que são as três primeiras citadas, visam o Festival Gaúcho Estudantil (Fegaes) que é o maior festival estudantil da América do Sul. 

     

    Além do Fegaes, a categoria mirim vai participar este ano pela primeira vez do festival estadual para entidades filhadas ao MTG (FestMirim). A categoria juvenil além de ser bicampeã do Fegaes, tem o foco maior no Juvenart que acontece em julho na cidade de Santa Maria, que é o maior concurso estadual da categoria. 

     

    Já a invernada adulta tem o foco todo voltado para o Encontro de Arte e Tradição (Enart) em que somente os melhores grupos do estado participam e são divididos em forças A e B. O Alma Gaúcha conquistou o 4º lugar ano passado, na força B e neste ano já está classificado automaticamente para a final que acontece no domingo. O projeto musical da invernada juvenil está pronto e conta a história de um herói pedritense denominado Benedito Pacheco, que segurou as tropas de Gumercindo na ponte próxima à praia de Dom Pedrito. 

     

    A Música tem letra de Matheus Costa e melodia de José Augusto Ferreira e Fábio Peralta. Este tema vai fazer parte das coreografias de entrada e saída da invernada juvenil, tanto no Juvenart, como nas demais apresentações que o grupo irá fazer. A invernada adulta foi convidada para se apresentar em Paris no dia 10, 11 e 12 de outubro pela Associação Sol do Sul que é uma associação sem fins lucrativos e fez o convite ao grupo, devido ao reconhecimento da conquista de 4º lugar na força B do Enart no ano passado. Toni explica, que "hoje temos apenas o apoio da escola, em relação ao poder público estamos tentando obter algum apoio, mas até agora não tivemos respaldo".

     

    Diego está há 18 anos no grupo e diz, que "o grupo já faz parte da minha vida, e hoje é essencial pra mim". Além dele, seus dois irmãos, Diana e Daniel fazem parte do grupo. Sandra, que é sua mãe, é coordenadora de algumas categorias. Portanto, além de movimentar pessoas, o grupo movimenta famílias também.

     

    Os ensaios das inverdades pré-mirim, mirim e juvenil ocorrem terças e quintas-feiras no ginásio do Urbano das Chagas e para quem quiser fazer parte do grupo, até mesmo da invernada adulta, basta procurar as coordenadoras ou a diretora da escola. A invernada adulta ensaia aos finais de semana, principalmente feriados, devido aos integrantes morarem em outras cidades, por motivo de trabalho ou estudo.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Jornalista Responsável: Marcelo Brum – FENAJ 6634
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br

     


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009