Dom Pedrito – Um trabalho movido por amor aos animais

    5373c007.jpg

    A reportagem do Portal de Notícias da Qwerty entrevistou a vice-presidente da ONG Amigo Bicho, Anne Fagundes, 21 anos. “Acreditamos que o projeto que vem sendo acertado com a Prefeitura Municipal, seja sim incorporado à forma de administração do governo, já que uma cidade limpa, não possui animais revirando lixeiras, bem como sabe tratar com respeito e amor seus animais, sabendo que ninguém é obrigado a amá-los, mas tem o dever de respeitar, já que há leis que os defendem e pessoas que também com muita garra e dificuldades tentam amenizar, alimentando, cuidando da parte sanitária dos mesmos e dando muito carinho”, comenta Anne.

     

    A ONG Amigo Bicho, ameniza os cuidados de animais de rua, trabalha com denúncias de maus tratos, e vai até o local para averiguar a situação dos animais. Foi o caso do cão Duck, que era estuprado pelo ex-dono e após denúncia foi adotado. A ONG possui uma diretoria, é registrada em cartório e possui CNPJ. Esta organização não governamental, precisa de voluntários que ajudem a resgatar animais e que tenham possibilidade de ajudar, participando dos eventos, como feiras de adoção, entrega de folders, venda de camisetas e adesivos, tudo em prol dos animais que são acolhidos. 

     

    A Amigo Bicho foi ganhando credibilidade na sociedade pedritense no segmento de amor e respeito aos animais, sendo assim, conta com a ajuda, para abranger ainda mais suas ações, como uma casa que serviria como clínica para poderem realizar as castrações gratuitas para a população, a fim de reduzir e estagnar a população de animais errantes.

     

    Um projeto que foi acertado com a prefeitura, desde o início do ano, vem passando por mudanças, bem como objetivos e benefícios são mostrados em relação ao controle de natalidade, já que a cidade não tem suporte para tantos animais nas ruas, podendo ocasionar acidentes, vetores de doenças, e sofrimento dos mesmos, podendo ali ser maltratados.

     

     

     

    Na introdução do projeto, consta que “o controle apropriado da população canina é de responsabilidade do governo nos âmbitos local e federal. ONGs de bem-estar animal não devem ser encorajadas, tampouco procurar assumir a responsabilidade das autoridades governamentais sobre o controle populacional de cães a não ser por acordo contratual que inclua fundos e reservas apropriadas”.

     

    Por fim na conclusão do mesmo, é ressaltado que “o controle populacional de caninos e felinos por meio da esterilização cirúrgica se faz necessário, devido à sua grande importância sócio cultural-econômica, considerando que famílias de baixa renda não têm condições financeiras e nem informações técnicas sobre a castração de animais e os benefícios desse procedimento”.

     

    “Queremos que a sociedade se conscientize que não precisa de ONG alguma para fazer um gesto de humanidade, se ver um animal com fome, alimente, denuncie maus tratos, seja um lar passageiro para filhotes até as feiras de adoção da Amigo Bicho, contribua como você pode. Temos fichas de sócios associados, além de camisetas, adesivos, precisamos de ração para alimentar animais em diferentes localidades, aceitamos doação de medicamentos, contribua com os animais, é um ato de amor.”, finaliza Anne.

    Reportagem: Elliézer Garcez
    Por: Marcelo Brum – FENAJ 6634
    Setor de jornalismo: portal@qwerty.com.br

     


    Warning: A non-numeric value encountered in /home/qwerty/www/wp-content/themes/newspaper-original/includes/wp_booster/td_block.php on line 1009